CANAL

Tiago Petreca

Construir-se pede uma base sólida. Para ajudar nesta jornada trago provocações sobre a #vidaintegrada

Já conversou com alguém que cultiva a terra para falar sobre liderança e gestão? Essa é uma forma de se aplicar a ideia do “Saiba algo novo sobre o que já sabe!”

Sabemos que, para nosso futuro, este talvez já presente, uma das habilidades essenciais é o senso crítico. Para tanto, ficar preso a um único ponto de vista pode ser muito perigoso, já que nos impede de perceber oportunidades e soluções que repousam bem à nossa frente.

Senso crítico e a capacidade de mudar os ângulos pelos quais olhamos os problemas, o que implica em outra habilidade, a de ouvir diferentes vozes, nos ajuda a resolver problemas complexos.

Complexidade é o nome do jogo e, por isso, a simplicidade de alguns olhares são essenciais. A conversa com alguém fora do nosso campo comum e regular de pensamento é uma porta que se abre a um novo mundo, para que olhemos nosso próprio mundo com um olhar diferente. Ao fazer isso, seu mundo e suas soluções evoluem.

A conversa a que me refiro, com aquele que cultiva a terra, nos ajuda a melhor liderar e gerir nossas equipes e ajuda também aqueles que são geridos e liderados.

Imagine esta conversa acontecendo sobre o tema dos resultados. Para quem cultiva, de fato, estamos falando dos frutos produzidos. Termos diferentes para falar da mesma coisa.

Cultivar é cuidar de todas as condições que podem estar sob nosso controle. Das intempéries não cuidamos, a elas respondemos e nelas cuidamos de nós mesmos e de nosso objeto cultivado.

Somente assim, o fruto poderá ser alcançado como uma consequência de variáveis bem nutridas e protegidas. Um agricultor, daqueles que realmente conhece a natureza, terá seus olhos atentos à terra, às sementes, às árvores, às folhas e, claro, às pragas.

Um líder que cultiva as condições de um time tem seu olhar no ambiente de seu grupo, um olhar que se interessa pelo indivíduo, pela relação que estes indivíduos têm entre si. Pelos sentimentos que são trazidos para o time e nele são criados.

Um olhar para os recursos capazes de nutrir este terreno, verba, processos, ferramentas, metodologias, comunicação, clareza de objetivos. Um olhar para o processo como um todo. Embora o desejo seja o fruto ou o resultado, não se toca nele até que ele exista e para que ele exista, deve-se cuidar de tudo que vem antes.

Alguns indicadores de que talvez se esteja com um olhar apenas no resultado é quando o líder tem seu foco apenas nos seguinte elementos: Prazo, Qualidade, Métricas, Entregas. Embora sejam elementos importantes, estes funcionam mais como as cercas ao redor do pomar, e convenhamos que estes elementos não produzem bons frutos por si só.

Por isso, creio que a metáfora que melhor define um líder é a do jardineiro. Reflita sobre esta metáfora. Sinta como ela reverbera em você e também faça um outro experimento, imagine você sendo cuidado e cuidada por um jardineiro amoroso.

Como você se sentiria? Cultive o resultado ao invés de tentar arrancá-lo do pé antes mesmo que tenha frutificado.

Sucesso! Vida Longa! Respire.

Tiago Petreca, diretor fundador e curador chefe da Kuratore – consultoria de educação corporativa, Country Manager da getAbstract Brasil e autor do Livro “Do Mindset ao Mindflow”. É um dos colunistas do RH Pra Você. Foto: Divulgação. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. 


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5


0 Comentários

COLUNISTAS

Fátima Mota

Como lidar com sucessos e insucessos?

17/08/2020

Vicente Graceffi

Como promover a inclusão social

04/11/2020

Gustavo Mançanares Leme

Propósito de vida, sonhos e autogestão de carreira

20/11/2020

Jorgete Lemos

“AGOSTO DOURADO”: Mulher Trans e Aleitamento Materno

10/08/2020

Marcelo Simonato

Você pode se tornar um líder melhor com Determinação

08/01/2020

Jorgete Lemos

Vidas Importam? Sim! Vidas Negras Importam

02/06/2020
Athomus Tecnologia da Informação