CANAL

Colab

Espaço de conteúdo colaborativo: feito por quem deseja contribuir com o RH. O texto não reflete, necessariamente, a opinião do RH Pra Você.

O conceito de lifelong learning trata basicamente de educação continuada, reforçando que nunca é cedo ou tarde para decidir aprender ou reaprender algo. Dentro do ambiente de negócios, a expansão do aprendizado precisa ser encarada como um processo sem fim, os profissionais necessitam estar dispostos ou estimulados a conhecer algo novo e as organizações devem se preparar para desenvolvê-los. Ou seja, é necessário melhorar ou ampliar novas habilidades continuamente.

A pandemia nos fez observar que o mundo está cada vez menos convencional, que o ambiente formal não é o único local possível de aprendizagem e que o conhecimento não é mais fixo. Outro aspecto que chama a atenção refere-se às mudanças no mundo do trabalho, pois com o surgimento de novas profissões e a extinção de outras, o lifelong learning conquista um status ainda mais elevado.

O aprendizado pode ocorrer em locais informais a partir das redes sociais, de vídeos, de seriados e inclusive por meio de conversas. Afinal, todas as pessoas são produtoras de conteúdo e transmissoras de conhecimento e por isso justifica-se o fato de que lugares e indivíduos a nossa volta são agentes de aprendizado.

Dentro do ambiente organizacional é fundamental que as empresas implementem e disseminem o conceito de desenvolvimento contínuo. E a principal justificativa para a afirmação está no diferencial competitivo. Em um mercado de alta concorrência, as companhias que investem em capacitação dos funcionários contemplando formações técnicas e comportamentais conseguem manter-se ativas e competitivas, reduzem o risco de defasagem tecnológica, de ineficiência e, consequentemente, aumentam a probabilidade de melhorar a performance.

Nesse contexto, é fundamental destacar a atuação do profissional de Recursos Humanos que vem se tornando um agente de transformação na vida dos funcionários. Este profissional precisa estar conectado com os demais setores, entender e participar do planejamento estratégico da organização, observar as transformações que ocorrem no mercado, além de propor capacitações de forma contínua.

É relevante enfatizar que atualmente os projetos de lifelong learning ligados à tecnologia ganham potencial, pois há falta de mão de obra qualificada nesta área e as organizações estão buscando capacitações para novos funcionários ou mesmo procurando aperfeiçoamento por conta das tendências de mercado.

Outro ponto de destaque é a preocupação no desenvolvimento de habilidades que vão muito além da técnica, como as soft skills, competências relacionadas ao comportamento do indivíduo. O desenvolvimento de lideranças remotas também merece destaque, principalmente no cenário de teletrabalho.

E para toda esta mudança ocorrer é necessário que as empresas tenham parceiros que consigam propor soluções educacionais alinhadas ao objetivo organizacional. Este fornecedor precisa implantar um projeto com aprendizado significativo, estimulando o participante a transcender os conhecimentos adquiridos e colocá-los em prática.

Por fim, as soluções educacionais devem proporcionar um ambiente educativo organizado, de modo a potencializar a aprendizagem profissional em múltiplos aspectos, tais como relacionamento interpessoal, leitura de mercado, visão global, projeções de futuro, visão empreendedora em sintonia com os múltiplos recursos tecnológicos, entre outros.

A importância do lifelong learning nos negócios

 

Por Leonardo Puerta, executivo de contas do atendimento corporativo do Senac São Paulo.


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

0 Comentários
Athomus Tecnologia da Informação