- Início

- Conteúdo

São Paulo Possui 35 Empresas Que Mais Crescem No Brasil

Pesquisas 490

Compartilhe Este Post

O Estado de São Paulo se destaca mais um ano no ranking "As PMEs que mais crescem no Brasil", realizado pela Deloitte em parceria com a Revista Exame, computando 35% das empresas na lista que abrange 100 PMEs em todo o país. A primeira colocada do Estado e do índice nacional é a Foxbit Serviços Digitais, da área de serviços de Tecnologia da Informação (TI). A empresa apresentou o crescimento médio anual na receita líquida, entre 2016 e 2018, de 349,42%. Em seguida, no quarto e sexto lugares, respectivamente, estão a Harpia Cloud, também prestadora de serviços de TI, com aumento de 132,55% e a Accept, do mesmo ramo, com 110,30%.

Segundo o ranking, as pequenas e médias empresas de sucesso apostaram na criação de novos produtos e serviços e no aumento da eficácia da força de vendas para incentivar o crescimento nos três últimos anos. A pesquisa "As PMEs que mais crescem no Brasil" permite, por meio de uma análise geral de ambiente e das organizações, destacar os novos rumos das empresas para continuarem alcançando o crescimento de forma sustentável.

As 100 PMEs de maior crescimento do Brasil

Para a edição deste ano, que aponta as organizações que mais expandiram seus negócios ao longo dos últimos três anos completos (2016, 2017 e 2018), foram ouvidas empresas que faturaram entre R$ 10 milhões e R$ 800 milhões em 2018. Grande parte das empresas que figuram o ranking das 100 PMEs que mais crescem no Brasil estão localizadas nas regiões sudeste e sul. A primeira, com 51% das empresas participantes e a segunda, com 34%. As principais áreas de atuação são serviços de tecnologia da informação e demais manufaturas (papel e celulose, têxtil e calçados, editorial e gráfico, indústria farmacêutica, indústria química, higiene e limpeza, eletroeletrônicos e metalurgia e siderurgia).

Metodologia e amostra

As empresas que participaram da pesquisa foram convidadas a responder a um questionário eletrônico e compartilhar suas demonstrações financeiras referentes ao período de 2016 a 2018. Do total de 248 que responderam ao questionário, 177 atenderam a todos os critérios da pesquisa e, destas, 100 foram classificadas para o ranking de maior crescimento. A pesquisa tem por base as 100 pequenas e médias empresas que registraram as mais altas taxas de expansão em receita líquida entre 2016 e 2018.

Há 14 anos, a pesquisa "As PMEs que Mais Crescem no Brasil", realizada pela Deloitte em parceria com a Editora Abril, retrata os temas de maior impacto sobre os negócios das empresas emergentes: gestão, governança corporativa, capital humano, empreendedorismo, inovação, finanças e muito mais.

Acesse os resultados e demais critérios da pesquisa na íntegra em www.deloitte.com/pesquisapmes.

Gostou desse post? Compartilhe!