- Início

- Conteúdo

RH Digital: inovação na gestão de pessoas e seus desafios

Inovação 1161

Compartilhe Este Post

As empresas, já há algum tempo, notaram a necessidade de reformular seus processos internos, adotando novas práticas para acompanhar as tendências do mercado.

O foco em inovação segue crescendo por toda a parte e coloca sobre a área de Gestão de Pessoas a responsabilidade de assumir também essa característica, tornando suas rotinas mais integradas e digitais.

Anteriormente centralizado em questões burocráticas e operacionais, o RH passou por uma transformação importante nos últimos anos que atribuiu à área um senso mais estratégico.

Atualmente, os Recursos Humanos ascenderam ao patamar gerencial, participando ativamente da tomada de decisão nas organizações.

Essa evolução vem sendo gradativa e ainda não abrange 100% das empresas. No entanto, o novo modelo já apresenta resultados satisfatórios àquelas que ousaram inovar.

Embora tenha adquirido caráter gerencial, a área de Gestão de Pessoas continua encarregada de realizar tarefas operacionais. O ponto chave para conseguir controlar ambas funções está na informatização dos processos, o chamado RH Digital.

O RH Digital é possível a partir do uso devido e estratégico da tecnologia no dia a dia da área, tornando as demandas mais ágeis, seguras e mensuráveis. Nesse sentido, diversas ferramentas e ideias já são utilizadas:

  • Programas que mapeiam o perfil comportamental de funcionários e candidatos a vagas e entregam dados dinâmicos que possibilitam análises completas;
  • Sistemas que integram todos os setores ao RH, automatizando a folha de pagamento e demais processos burocráticos;
  • Utilização de games em treinamentos e processos seletivos que ajudam na assimilação do conteúdo e na gestão das informações extraídas;
  • Processo de recrutamento que utiliza diferentes bases para buscar candidatos, inclusive as redes sociais e uma seleção baseada em vídeos, afinal, este formato fica bem mais fácil para todos os envolvidos;
  • Desenvolvimento de aplicativos que permitem aos funcionários fazer solicitações e até realizar ações operacionais antes delegados ao RH, como por exemplo, retirar o holerite;
  • A inteligência artificial que pode auxiliar na comunicação com os funcionários e as áreas e também é capaz de realizar tarefas operacionais com precisão.

Essas são algumas tendências que proporcionam aos profissionais de Recursos Humanos atuar de forma mais focada em ações de endomarketing e na valorização da empresa sob o ponto de vista de seus colaboradores.

Os desafios

Apesar do grande progresso, o conceito de inovação na Gestão de Pessoas ainda tem inúmeros desafios a vencer.

De início, as organizações devem investir em uma adaptação da cultura, voltada para o desejo de mudança e inovação constante. Esse conceito deve ser iniciado pelos níveis hierárquicos mais elevados, com o objetivo de que a mudança se torne mais efetiva.

Além disso, a empresa precisa estar disposta a assumir os riscos dessa nova gestão. Afinal, transformações positivas só são possíveis por intermédio de tentativas e mais tentativas que, até se estruturarem, estarão suscetíveis a falhas.

Por fim, outro desafio, ainda associado à cultura organizacional, é a resistência que algumas organizações têm em investir em novas tecnologias. É imperativo às empresas que desejam inovar em Gestão de Pessoas aplicar recursos tecnológicos nesse processo.

  Por Cammila Yochabell, CEO and Founder da Jobecam.