- Início

- Conteúdo

Pouco Conhecimento Deixa Jovens Em Dúvida Sobre O Início De Suas Carreiras

Compartilhe Este Post

Segundo pesquisa da Universidade Anhembi Morumbi, em 2013, 27% dos estudantes universitários no Brasil têm dúvidas a respeito de como dar os primeiros passos na carreira. As incertezas, na maioria dos casos, são proporcionadas pela falta de conhecimento mais aprofundado sobre a área cursada. Além disso, não saber diferenciar ou optar entre estágio e programa de trainee é um exemplo que ilustra o cenário.

A especialista em RH e pesquisadora na área de Gestão, Mafalda Anderson, pontua que, em primeiro lugar, o aluno precisa entender quais são as ofertas e o foco de cada uma dessas ocupações. “O estágio, por exemplo, tem atividades correlacionadas à área de graduação, porém sem vínculo empregatício. Já o programa de trainee traz um plano de carreira com foco no treinamento do profissional para a ocupação de cargos gerenciais e executivos na instituição”. (Mais detalhes você também encontra no nosso E-book sobre as diferenças entre os programas de estágio e trainee e a importância para as organizações. Link: https://rhpravoce.com.br/posts/estagio-ou-trainee-saiba-as-diferencas-entre-os-programas-e-a-importancia-nas-organizacoes

Ao longo de sua graduação, a jornalista e professora Érica Gonçalves entendeu que estagiar seria mais adequado ao que ela buscava profissionalmente.  “Não tinha a intenção de trabalhar na área de negócios ou administrativa.Entendia que isso, na época, não tinha ligação com minha escolha profissional. Por isso concordei que um estágio poderia ser a melhor forma de aprender o que eu estudava em Jornalismo”.

Já para Gláucia Honorato, formada em Administração em 2016, o enfoque está nos programas de trainee abertos pelas instituições. “Essa é uma maneira de entender o processo, de forma integral, e de conseguir me preparar para um cargo de gestão de forma adequada, no meu ponto de vista. Acredito que essa é a forma mais próxima de minha realidade atual para eu assumir uma coordenação ou gerencia”, diz.

Mais do que somente optar pelo modelo de trabalho, o jovem deve analisar tudo o que as vagas oferecem e identificar se as atividades estão de acordo com seu conhecimento e perfil. “Muitos estagiários, por exemplo, desistem de suas graduações por serem capacitados de forma incorreta por seus superiores ou departamentos. Isso acaba gerando descontentamento “É importante que o estudante esteja atento às ofertas existentes no mercado e às exigências delas”, explica Mafalda. “E há programas de trainee que, apesar de terem esse nome, também não treinam e, muito menos, desenvolvem seus profissionais”, acrescenta. Desse modo, o estudante precisa estar atento a tudo o que o mercado oferece e exige dele.

Gostou desse post? Compartilhe!