- Início

- Conteúdo

Por Que É Tão Importante Pensar No Employer Branding?

MARCA EMPREGADORA

Compartilhe Este Post

Atualmente, diversas empresas enfrentam dificuldades para atrair e reter talentos. A competitividade pelos melhores profissionais, assim como diversos descontentamentos por parte dos funcionários, faz com que a rotatividade seja maior. Assim, encontrar a “pessoa ideal” para determinado cargo está se tornando cada vez mais difícil.

A insatisfação com o trabalho, a falta de investimento nos funcionários por parte da empresa, o salário que não é tão vantajoso e o baixo esforço no desenvolvimento em valores abstratos são os principais fatores que fazem com que os colaboradores queiram sair do emprego em que estão.

Por isso, surge a importância de tornarmos o Employer Branding ainda mais relevante. Essa estratégia consiste em promover a imagem das empresas em busca de atração e retenção de pessoas, engajando-os a buscar informações sobre a marca, além de trabalhar na manutenção do interesse e da motivação de colaboradores. Afinal, conquistar novos talentos também requer construir uma imagem positiva da corporação.

A experiência de um potencial candidato se firma positivamente quando ele enxerga que, naquele local, as pessoas trabalham não apenas porque precisam ou pelo salário que recebem, mas porque querem e sentem satisfação em fazer parte de algo maior. Há alguma coisa mais vantajosa para uma empresa do que profissionais que querem fazer a diferença?

Quando os colaboradores afirmam com convicção e satisfação onde trabalham, eles passam a ser embaixadores da marca. Essa satisfação faz com que determinada organização seja melhor vista no mercado por aqueles que tem grande potencial e talento. E a melhor forma de chamar atenção a partir dessa construção, é se relacionando com eles desde cedo, ou seja, enquanto ainda são universitários.

O primeiro passo para conseguir atingir tal cenário é garantir que a empresa possua sua essência muito bem definida (missão, visão e valores), além de garantir uma boa comunicação tanto com o público interno, quanto externo. Feito isso, é importante que todos os colaboradores, clientes e fornecedores trabalhem para disseminá-los.

O maior desafio é desenvolver uma comunicação autêntica, que transmita uma mensagem enraizada nessa cultura organizacional, de forma constante e sempre diferenciada. Com foco em começar desde cedo, pois o estudante de hoje é o potencial talento de amanhã.

Pense em todo esse processo e no que a empresa pode atingir quanto a objetivos de Marketing e de Recursos Humanos: Gerar um aumento exponencial e orgânico de mídia institucional, além de um maior engajamento do público interno e externo no longo prazo, respectivamente.

Employer Branding deve ser um projeto de longo prazo, no qual a companhia trabalha continuamente para construir sua reputação como uma boa empregadora. Assim como a marca de um produto leva tempo para ser construída, uma forte reputação como empregadora também não ocorre do dia para a noite. Porém, quando solidificada, essa reputação passa a existir independente de iniciativas isoladas de recrutamento e a empresa desfruta de um verdadeiro diferencial ao recrutar e engajar novos profissionais.

Por Gustavo Leme, CEO da Estudante Herói, startup que imprime gratuitamente para universitários

Gostou desse post? Compartilhe!