- Início

- Conteúdo

O que lhe impede de se reinventar?

Coluna 252

Compartilhe Este Post

A flexibilidade necessária para contornar os obstáculos que você encontra no caminho da realização tem muito a ver com a permissão que dá a si mesmo de experimentar. Geralmente batemos cabeça para contornar uma situação porque não arriscamos uma nova maneira de agir, diferente do que estamos acostumados a fazer. Percorrer caminhos conhecidos, porém, não nos levará a lugares novos. O processo de reinvenção é constante, ainda mais na velocidade de um universo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) e neste novo momento híbrido que estamos vivendo atualmente.

Para experimentar, precisamos ter coragem. Coragem não é a ausência de medo, é o enfrentamento do medo. O medo nos encastela em nossos limites e nos impede de viver aquilo que mais desejamos. Muitos desses medos nem sequer são reais, e sim ilusórios, baseados em suposições do que de mais desastroso pode acontecer – pensamentos que criam barreiras emocionais em nosso íntimo. Mas, da mesma forma como criamos nossos medos, podemos vencê-los.

O primeiro passo – e o mais difícil – é reconhecer que temos medo. Por ser o temor um sentimento tão aflitivo e desconfortável, evitamos todo tipo de situação que possa despertá-lo e chegamos a negar que temos medo. Mas fica meio difícil enfrentar algo que não reconhecemos, não fica?

Não é preciso envergonhar-se de seus medos. Reconheça-os para você mesmo e já terá dado o primeiro passo para vencê-los. Estude o medo, investigue suas causas, busque informação para entender o que sente. Há grande diversidade de livros destinados a ajudá-lo nisso. Você também pode inspirar-se no exemplo de gente que superou o medo ou simplesmente não o sente, talvez por intermédio de aconselhamento ou terapia. Ter coragem para enfrentar o medo não é sinônimo de tomar uma atitude radical. É claro que se pode preferir fazer as coisas desse jeito, mas há também a opção de fazê-las passo a passo, com pequenas atitudes. À medida que você tiver êxito em cada passo, a confiança vai minar a base do medo, fortalecendo sua coragem.

Tudo o que eu disse você já fez várias vezes na vida. Uma delas foi quando aprendeu a andar. Você se sentia limitado por ter de engatinhar no chão e, usando sua coragem, começou a ensaiar os primeiros passos. Inspirado por todos aqueles adultos que andavam ao seu redor, você decidiu fazer o mesmo. No começo, sentia medo da desconhecida sensação de apoiar-se sobre os próprios pés e jogar o corpo para diante, mas enfrentou o medo e deu um passo. Você experimentou para ver o que aconteceria. E assim foi que venceu uma situação limitante em sua vida. Permita-se experimentar e desapegar de paradigmas conservadores. Ninguém pode garantir que dará certo, mas, se você errar o alvo, poderá experimentar de novo. O mundo não vai acabar por causa disso!

Leila Navarro, palestrante motivacional, autora de 16 livros. É uma das colunistas do RH Pra Você. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. Foto: Divulgação.

Você também vai gostar