- Início

- Conteúdo

O Que Falta Para Minha Empresa Começar A Inovar?

Inovação

Compartilhe Este Post

Inovar ganhou um novo sentido nos últimos tempos. Longe de ser um diferencial de marca, ou o surgimento de uma mudança radical, a inovação é hoje uma questão de boa gestão empresarial, do bom aproveitamento do potencial da equipe e dos processos. O crescimento das empresas está atrelado a inovar, porque inovar é lidar melhor com a realidade empresarial.

Porém, isso pode parecer complicado ou estranho à primeira vista. Para ajudar na compreensão desse processo, e como transformar o negócio pela ótica da inovação seguem algumas dicas para criar um ambiente  propício a inovar.

Esteja atento às pessoas: Clientes, colaboradores ou fornecedores estão no centro das transformações de todo processo. É o comportamento delas que precisa ser observado. O valor humano é o protagonista da inovação. Antever necessidades e oportunidade vem de observar e ouvir as pessoas.

Vá além da qualidade: Qualidade é uma obrigação. Já se foi o tempo de fórmulas secretas guardadas a sete chaves. Todos conseguem criar produtos de qualidade se quiserem. Pra ser diferente é preciso melhorar constantemente, e ter ferramentas que incentivem isso dentro da gestão.

Gestão da inovação: Inovar é algo que pode estar ligado a tecnologias novas, mas antes disso, e acima disso, é estar ligado a novos meios de gerir pessoas, processos e ideias. Sem isso, até a melhor tecnologia fica subaproveitada. A gestão de inovação vai indicar qual o investimento correto, como tirar o máximo do que já se tem, e sobretudo aproveitar ideias que estão sendo deixadas de lado pro processos fechados e ultrapassados.

Errar é parte do processo de inovar: Esqueça que errar é ruim. Errar é parte do processo de aprender dentro das empresas. Faz parte do processo de maturação de ideias, produtos e serviços, e o erro leva a inovações mais complexas, melhores, e que vão além dos obstáculos que antes identificávamos como erros.

Mente aberta: Inovação é, acima de tudo, uma questão de mentalidade. É preciso abandonar os preconceitos, admitir que talvez tudo que você aprendeu até hoje esteja incompleto, precise de refinamento e de uma nova ótica. Esse processo precisa ocorrer do presidente ao chão de fábrica. Não adianta mudar o funcionário e não ter respaldo da gestão, e nem o contrário, onde o gestor quer inovar, mas não tem equipe alinhada com a mudança de processos antigos. A inovação começa na mente, passa pela realidade, e se firma na gestão.

Por Alexandre Pierro, fundador da Palas, consultoria em gestão da qualidade e inovação

Gostou desse post? Compartilhe!