- Início

- Conteúdo

O Que Considerar Para Montar O Planejamento Estratégico Empresarial Do Próximo Ano

Compartilhe Este Post

Ano novo remete sempre a início de um novo ciclo tanto na vida pessoal como na profissional. De acordo com as especialistas do CostaCamilo Assessoria Jurídica, escritório especializado em Planejamento Jurídico Estratégico, para as empresas,o processo não é diferente, pois elas acabaram de passar pelo fechamento anual, quando levantaram tudo que aconteceu no último período e já estão iniciando o novo ano fiscal ou estão atentas às programações quando têm suas atividades ligadas a sazonalidade.

Segundo Bianca Costa, especialista em Direito Empresarial, o planejamento empresarial é uma ferramenta que deve ser elaborada de forma adaptável e revisitada periodicamente pelo empresário, assim, ele será capaz de adequar o curso de acordo com as necessidades futuras e, ainda, antever possíveis problemas que o planejamento inicial não contemplou, pois podem ter passado despercebido ou só passaram a ter relevância posterior a sua elaboração. Para Adriana Camilo, especialista em Planejamento Jurídico Estratégico, o ponto de partida é se perguntar: como estão os planos para sua empresa? De acordo com a advogada, aqueles que já começaram ou estão em desenvolvimento estão mais próximos de um ano sem muitas surpresas. Porém, para quem ainda não começou, ainda dá tempo, mas é melhor já dar os primeiros passos.

Confira a seguir dicas fundamentais das advogadas para elaborar o planejamento estratégico para sua empresa:

Quando iniciar? - O momento pode variar, levando em consideração o tamanho da sua empresa. Para as de grande porte, será necessário um tempo maior para concluir o trabalho, enquanto para uma empresa de pequeno porte, esse tempo será consideravelmente menor.

  • Segundo semestre de cada ano é um bom momento para iniciar o planejamento estratégico empresarial. Nesse período, o empresário já consegue avaliar os resultados da estratégia adotada e, ainda, estimar o quanto de alguns fatores do ano vigente irão influenciar o mercado e, consequentemente, o desenvolvimento e sucesso do seu negócio no ano seguinte.

O que observar? - É necessário observar os fatores externos e internos no seu planejamento, além do mercado como um todo.

  • Acontecimentos relevantes no mundo econômico, mudanças políticas, alterações legais e novidades tecnológicas, são considerados fatores externos que irão influenciar diretamente no desenvolvimento das empresas. Claro que cada setor irá responder de uma forma e, por isso, é de extrema importância que o empresário leve todos esses itens em consideração ao elaborar seu planejamento estratégico para o ano que está por vir.
  • Já com relação aos fatores internos, o empresário deve prestar atenção nos seus clientes, acionistas, fornecedores e claro, concorrentes. Estes últimos servem como um bom indício, pois certamente estão se preparando para um novo ano de crescimento, então, atente-se ao comportamento deles.

Como colocá-lo em prática? - Em primeiro lugar, faça um balanço do último período e avalie os resultados obtidos. Entenda, de fato, as estratégias adotadas, as metas e os objetivos alcançados ou não, os erros e os acertos.

  • Momento seguinte é definir metas de forma objetiva e alcançáveis. Ao traçar suas metas, o empreendedor deve já planejar também os processos e procedimentos para colocá-las em prática.Defina sempre metas possíveis. Faça seu planejamento de curto, médio e longo prazo e, como dito no início faça, sempre uma revisão e adapte o que for necessário no decorrer do ano.

Alinhamento - Não se esqueça que seu planejamento anual deve estar de acordo com todas as áreas da sua empresa, levando em consideração a capacidade de cada uma, por exemplo, se sua meta é trocar seus equipamentos no primeiro trimestre do ano novo, deve pensar: você tem caixa para realizar essa meta? Ou, qual será sua estratégia financeira para não deixar seu caixa descoberto? Ou ainda, sua equipe de compras está preparada para tal tarefa?

Considerações finais - Tenha sempre objetivos bem definidos. É importante para o próprio empreendedor e também para sua equipe de colaboradores saber para onde se está caminhando. Isso torna o caminho menos turbulento. Somente assim o empreendedor será capaz de desenvolver, de forma eficaz, um novo plano empresarial.

Gostou desse post? Compartilhe!