- Início

- Conteúdo

O Poder Da Expressão “Think Bold, Be Bold”

Coluna 2713

Compartilhe Este Post

Você já ouviu falar sobre a expressão “Think bold ou be bold”? Muitas vezes ela vem acompanhada da frase “Think big... think bold”. Esse pensamento é algo que sempre acompanhou minha trajetória e o vejo ganhando cada vez mais espaço e força no mercado, na cabeça de jovens e adultos e em quadros colocados nas paredes de empresas e instituições que querem ser fora do padrão. Não existe uma tradução muito fiel para essa expressão ou com o mesmo peso que ela possui na língua inglesa, porém, posso te contar o que ela significa para mim.

Ao meu ver, “Think Bold” é um passo além de ser ousado, ambicioso, corajoso, criativo ou diferente. É ser autêntico ao ponto de imaginar que não existe o impossível. É a junção de tudo que um líder precisa ser e ter. Levo isso como um mantra ou uma filosofia em minha cabeça. É um traço de liderança a ser dominado, onde temer o novo e o pensar que pode dar errado são sensações que não possuem espaço nas cabeças dos quem seguem este lema.

São pessoas com este pensamento que se destacam no mercado, pois elas são confiantes e sempre acreditarão que as coisas podem ser melhores. Esse perfil ganha destaque porque inspira, não apenas pelo fato de conquistarem grandes realizações, mas também porque instiga o crescimento, progresso e movimento para si e para os outros ao seu redor.  Sempre tentei estimular o meu time a pensar assim, e talvez seja a hora de libertar o “Think big... think bold” que também existe em você. Pois acredito que todos nós conseguimos atingir esse estado de consciência.

Acredito que para tentar ser “bold” ou começar a pensar “bold” o primeiro passo é entender que você não tem que seguir fórmulas prontas e que a vida não precisa seguir o script perfeito que a mídia e a sociedade no geral impõem na cabeça da maioria das pessoas. É entender que você possui pontos fracos e pontos fortes, e que a autoconsciência de tais pontos faz toda a diferença para entender a sua jornada. Quer ser um líder que consegue ser “bold”? Seja autoconsciente.

Tenha clareza do seu propósito e de suas prioridades, saiba quando deve agir e fique sempre preparado para ter que mudar todas as estratégias no meio do caminho. A resiliência é algo que também deve estar na base dos líderes que almejam seguir este mantra. Ser bold não significa ser louco e sair fazendo precipitadamente tudo que vier em sua cabeça – pensando bem, talvez exija um pouquinho de loucura sim, mas com a consciência de onde a sua maluquice poderá te levar; e também saber que talvez você poderá se frustrar com os resultados e terá que lidar com o fracasso.

Muitas vezes é preciso correr grandes riscos para conquistar resultados maiores, saiba mitigar riscos catastróficos e como proteger você e sua equipe destes riscos. Quando estou em situações assim e ligo meu modo “bold” tento aproveitar toda essa energia e adrenalina para garantir que os problemas se transformem em oportunidades e aprendizado.

Por fim, para seguir essa filosofia é preciso entender que as coisas não cairão do céu e que talvez você precise trabalhar e se esforçar muito. Muitas pessoas sentam e esperam a "oportunidade certa ou a oportunidade perfeita" aparecerem antes de estarem dispostas. Infelizmente, às vezes essa oportunidade certa nunca chegará. Ser bold é entender que raramente o contexto será favorável desde o começo, e isso não pode ser um argumento para fazer com que você desista de sua ideia. Experimente adicionar uma pitada de “bold” em sua vida e perceba os resultados que isso o trará. Espero que essa mágica funcione para você como sempre funcionou para mim. Be bold, my friends!

Edmardo Galli é responsável pelas estratégias da IgnitionOne no Brasil e operações na América Latina. É um dos colunistas da RH Pra Você. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. Foto: Divulgação.

Gostou desse post? Compartilhe!