- Início

- Conteúdo

O Jovem E A Maratona Da Vida

Coluna

Compartilhe Este Post

Vejo com certa angústia o que a sociedade e o mundo corporativo estão impondo aos jovens nos dias de hoje. Um sem número de exigências que, ao contrário de acelerar o seu amadurecimento e prepará-lo para a vida, apenas o deixa mais inquieto, confuso e perdido!

É incontestável que todas as épocas trazem suas mudanças, mas as novidades e tendências nunca foram tão efêmeras quanto nesta em que vivemos. Quando o jovem se prepara e aprende algo que ele entende ser útil para a sua vida profissional, num piscar de olhos vê que aquele aprendizado já não tem mais serventia.

Posso imaginar a sensação de vazio que um jovem sente vendo que o seu aprendizado é descartado em tão pouco tempo, obrigando-o a buscar rapidamente novos aprendizados, em um ciclo que parece não ter fim.

Esse nunca foi e nem será o sentido real da vida! No entanto, os criadores de tendência sempre estão a postos, querendo influenciar o status quo. Eles acreditam que é preciso criar estereótipos ou padrões para justificar determinados acontecimentos.

Acontece que nem sempre utilizam embasamentos reais, o que acaba trazendo mais complexidade a um contexto que já é complicado. O jovem não pode encarar a vida como uma corrida de 100 metros!!! Com certeza ele irá queimar a largada, dado à ansiedade de chegar logo ao pódio e obter sucesso!

A vida é mais do que 100 metros, é uma maratona, e como tal é necessário estratégia, disciplina e inteligência para alcançar a vitória. O sucesso não se dá ao transpor a linha de chegada, ele acontece durante todo o percurso enquanto o jovem vive plenamente cada fase de sua vida, tanto pessoal quanto profissional.

A ciência nos mostra que os jovens de hoje poderão ultrapassar facilmente os cem anos de vida! Contudo é preciso aproveitar muito bem esta dádiva! Mais do que os valores efêmeros da vida como status, poder e riqueza, o propósito de construir uma sociedade mais justa e inclusiva deve ser o objetivo solidário da juventude.

Experimentar a vida, aprender com ela, consolidar o aprendizado que organiza e direciona a força psíquica em cada um de nós. E não ficar ao sabor das vibrações que minam o nosso campo de força e nos impedem de prosseguir.

Vejo a importância dos jovens se dedicarem mais para conhecer o seu interior, a força que está aí represada e encapsulada em temas como procrastinação, medo e auto sabotagem. É preciso libertar essas forças! E como fazer isso? Transformando os valores da vida dentro de si, começando por entender a metáfora de que a vida não é uma corrida de 100 metros e, sim, uma maratona!

Por Vicente Picarelli, fundador da Picarelli Human Consultinge e professor e consultor da Fundação Dom Cabral. É um dos Colunistas do RH Pra Você. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. Foto: Divulgação.

Gostou desse post? Compartilhe!