- Início

- Conteúdo

O convite à mudança

Coluna 2289

Compartilhe Este Post

Esalen é um lugar especial, para quem acredita e talvez para os descrentes um convite a acreditar
em algo diferente, mais natural, mais profundo no senso de conexão com a natureza.

Lá viveram indígenas com profunda conexão com a natureza. Creio que todos aqueles que vivem
da terra e nela encontram sua realização acabam tendo uma conexão muito forte com ela.

Em Esalen, isso parece ser ainda mais especial. Na região de Big Sur, a umas duas horas e meia
de carro ao sul de São Francisco, a região é única. A conexão entre mar e terra é muito forte. O
gigantesco Pacifico encontrando com os morros de Big Sur cria um cenário cinematográfico,
literalmente.

Neste contexto aconteceu a imersão com Peter Levine, PhD. Fomos aprender e experimentar a
Educação Somática, aquela em que ouvimos o nosso corpo. A técnica é tão poderosa, que o
Doutor Levine a utiliza há mais de 40 anos no tratamento de traumas.

Minha intenção ao escolher mergulhar neste mundo era aprofundar uma técnica que há algum
tempo utilizo nos treinamentos e assim potencializar minha missão de promover, inspirar e
provocar insights transformadores, para que as pessoas encontrem um canal, um caminho para a
mudança sustentável.

Encontrei o que fui buscar e tenho certeza de que as experiências que virão com nossos clientes
serão ainda mais poderosas.

Contudo, em se tratando de Esalen, algo mais viria. A conexão com a terra, a água, o ar e o fogo
do amor são tão fortes que vão além da experiência no corpo e passa a ser uma experiência com
o corpo.

Em uma semana tivemos sol intenso, frio intenso com tempestades e muito vento e dias calmos,
frescos, tranquilos. Em apenas uma semana experimentamos as diversas condições da alma
humana, não todas, mas uma parte significativa.

O próprio Peter Levine conectava seus ensinamentos com o que estava acontecendo logo ali, fora
da sala de aula. A convite dele parávamos para observar o que a natureza estava nos contando.
Em especial o vento teve comportamentos interessantes, como se participasse de nossas aulas
dando seu pitaco. Bem, não só pitaco, uivava intensamente em certos momentos da fala de
Levine, ao ponto de não sabermos mais quem tinha falado primeiro, Peter ou o vento! A
mensagem central: tempos de mudança. Lembro da fala exata de Peter: “Ouçam! É tempo de
mudar, estivemos muito tempo travados em um mesmo ciclo. Observem esta árvore (havia uma
linda árvore bem em frente a porta de vidro de nossa sala). Ela com seus galhos se adapta e se
molda ao ventos da mudança, mas se mentem firme em suas raizes, seus valores, sua fonte de
vida.

Sinto-me na obrigação de levar esta mensagem a você: é tempo de mudar sem perder sua
essência! Acredite você ou não nesta relação linda com a natureza, ouça! Esteja atento e atenta
aos ventos da mudança em sua vida. Um novo trabalho, um novo projeto, uma nova forma de
amar sua familia, uma nova forma de ver a vida.

Ouça!!! Em Esalen os lideres da tribo eram escolhidos dentro de um sistema criterioso de cuidado
com a comunidade, tendo como principal critério aquele que sabia ouvir profundamente, a si
mesmo, ao outro e a natureza!

Que os ventos de Esalen cheguem até você trazendo a inspiração necessária para que sua
missão seja descoberta e realizada!

Nota: Este texto faz parte da "Missão em Esalen, Califórnia 2019." Encontre mais em minha rede
no Instagram e LinkedIn - https://www.linkedin.com/pulse/um-ciclo-incompleto-da-experi%C3%AAncia-em-esalen-na-com-peter-petreca/

Por Tiago Petreca, diretor fundador e curador chefe da Kuratore - consultoria de educação corporativa. É um dos colunistas do RH Pra Você. Foto: Divulgação O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista.