- Início

- Conteúdo

O Aspecto Motivador Dos Programas De Reconhecimento

Valores

Compartilhe Este Post

Ao observamos a dinâmica do ambiente corporativo, podemos colocar em perspectiva as particularidades existentes nas relações interpessoais e na forma como cada colaborador busca motivação para dar seguimento em suas funções e desafios. Por mais cientes que nós estejamos da transformação tecnológica que orienta o mercado de trabalho e os conceitos de produtividade no século XXI, não podemos nos esquecer do fator humano como peça fundamental para garantir solidez na condução de processos.

Em uma primeira análise, é comum pensar na questão financeira como principal elemento motivador. Ainda que seja incontestável afirmar que o aumento salarial, decorrente de avaliações satisfatórias de desempenho e alcance de resultados, represente um claro desejo da liderança em manter a pessoa nesta curva de crescimento como um reconhecimento, há aspectos mais amplos a serem abordados. A manutenção desta motivação também deve partir de manifestações genuínas das lideranças, que podem influenciar a forma como o colaborador se posiciona no ambiente profissional e no seu dia-a-dia.

Somos movidos por desafios e, especialmente, pelo desejo de gerar impactos positivos durante a construção de nosso legado. Ao tomarmos consciência destas virtudes e pontos de melhoria, precisamos pensar em programas capazes de estimular o hábito de reconhecer de forma permanente, contemplando não apenas os membros da sua equipe, mas também colaboradores de outras áreas e, por que não, as lideranças, que podem encontrar dificuldades na forma de aplicar esta conduta e também precisam do apoio de iniciativas desta natureza.

Além das frentes de trabalho que reconhecem o cumprimento de metas estabelecidas e a apresentação de inovações no cotidiano profissional, é importante que seja levado em conta o reconhecimento dos valores da companhia, presentes em diferentes formas e níveis em cada um de seus colaboradores. Desta forma, é possível atenuar componentes sensíveis de competitividade, insegurança e incompatibilidade, designando estes valores de forma mútua e complementar para comunicar o sucesso e os bons resultados obtidos pela funcionalidade desta equipe. 

O alinhamento destas demandas com cargos de liderança exige cuidado e sensibilidade de todos nós, gestores de pessoas, uma vez que lidamos com um dos aspectos mais valiosos não apenas no ambiente profissional, mas também na trajetória de uma vida: a percepção e o reconhecimento do sucesso. Com a adoção de práticas desta natureza, é possível conduzir e acompanhar, passo a passo, a construção de um ambiente que cresce além dos horizontes financeiros e quantitativos, e começa a ser regido também por pessoas confiantes, realizadas e, principalmente, motivadas a construir seus caminhos dentro das empresas. 

Por Danieli Rodrigues, diretora de Gestão de Pessoas da ADAMA Brasil

Gostou desse post? Compartilhe!