- Início

- Conteúdo

O álcool é um problema na sua empresa, mas você ainda não percebeu

Compartilhe Este Post

A gravidade do alcoolismo ainda é um problema subvalorizado no Brasil. Por estarmos tão habituados com o consumo alcoólico em festas, eventos, saídas com os amigos e casualmente, nem sempre temos a dimensão do quão sério e destrutivo o vício pode se tornar.

Segundo uma pesquisa publicada na revista científica The Lancet, em estudo integrante da série Fardo Global das Doenças (GBD, na sigla em inglês), até mesmo o consumo consciente de álcool representa riscos. O estudo foi conduzido com pessoas de 15 e 95 anos consumidoras e não consumidoras de álcool e identificou que de 100 mil abstêmios, um total de 914 já sofreu com algum problema vinculado ao álcool (como até mesmo câncer).

Porém, quem consome diariamente cerca de 10 gramas de álcool (uma dose) tem risco 0,5% superior de desenvolver alguma enfermidade grave em relação a quem não bebe, enquanto quem consome duas doses vê o risco subir para 7%. Nos casos nos quais o consumo é ainda maior (cinco doses), o índice aumenta para 37%.

Hoje, o alcoolismo já é a terceira doença que mais mata no mundo, atrás somente de doenças cardíacas e AVC. E além disso, o vício levanta preocupações das autoridades em razão de casos de violência. Nesta semana a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que governos adotem uma política mais restritiva em relação à distribuição de bebidas alcoólicas. Segundo membros da entidade, a medida visa não só contribuir para que a saúde não seja danificada, mas também para que casos de violência doméstica não cresçam durante a quarentena.

E para falar dos efeitos do álcool e de outras drogas tanto na vida social e familiar dos indivíduos, como também dentro das empresas (e o quanto o consumo pode realmente prejudicar um negócio), o advogado Paulo Leme Filho apresentará um webinar gratuito trazendo estatísticas importantes e explicando os impactos do alcoolismo.

Militante da causa, Leme Filho está em abstinência há 22 anos após quase perder a sua vida por conta do vício. Em parceria com o pai, o médico Paulo de Abreu Leme, abstêmio há 30 anos, Filho escreveu os livros “A Doença do Alcoolismo” (2015) e “Que Mal Tem?” (2019) e teve sua história contada no livro “Vai Valer a Pena” (2018). Ambos trabalhos mostram aspectos da doença do alcoolismo e da dependência, além da experiência vivida. Também no ano passado, o advogado lançou o livro "1%", voltado especialmente para a atuação corporativa e abordando temáticas como disciplina e ambição.

Leme Filho também fundou o Movimento Vale a Pena, ONG voltada à prevenção e conscientização acerca da dependência química, em especial junto aos mais jovens; e o aplicativo Eu Me Importo, ferramenta disponível para download em sistema Android que reúne, de forma inédita, com mais de cinco mil endereços de grupos de apoio aos dependentes e também informa os dias e horários das reuniões.

Para participar do evento que também abordará a importância de práticas e processos mais humanizados dentro das organizações, você só precisa se inscrever em https://bit.ly/2VhlFaP. Em época de crise na qual tanto saúde mental quanto física são afetadas, informação, prevenção e acolhimento dão à tônica de uma transformação necessária para todos nós.

O evento online está marcado para a próxima quinta-feira (23), às 9h30. E todos os participantes receberão certificado! Não há limite de vagas e as inscrição vão até a data do webinar.

Você também vai gostar