- Início

- Conteúdo

Inglês Não É Mais Luxo, É Necessidade

Compartilhe Este Post

Essa afirmação do título remete muito ao momento que estamos vivendo atualmente no país. Antigamente, estudar um segundo idioma era sinônimo de riqueza e somente as famílias com alta renda tinham o privilégio de frequentar as melhores escolas de idiomas. Com o passar dos anos, e a instabilidade política e econômica no Brasil, esse cenário tem mudado as perspectivas.

Se pararmos para olhar o país de hoje, a taxa de desemprego ficou em 12,4% nos primeiros meses de 2019, atingindo 13,1 milhões de pessoas – de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outro índice que chama atenção está relacionado ao estudo de novos idiomas, apenas 5% da população brasileira fala uma segunda língua e menos de 3% têm fluência em inglês, segundo a Catho, site de empregos.

Esses números são alarmantes e retratam a realidade da população brasileira. Porém, é do conhecimento de todos que ter um segundo idioma pode alavancar a carreira de muitos, mas para isso é preciso ter dedicação e paciência para conseguir aprender. Com a experiência que temos no mercado de idiomas, observamos que os profissionais do mundo todo estão investindo em cursos, presencial ou online, para dar um upgrade no currículo e conquistar novas oportunidades.

Se para os adultos já está difícil conseguir progredir na carreira, as novas gerações devem se atentar ao cenário atual e buscar alternativas para mudar essas estatísticas. Isso porque, a língua não é mais um diferencial, e sim uma obrigatoriedade na vida de todos. Ou seja, saber inglês é um fator muito importante na carreira de qualquer profissional, independentemente da idade, mas nossa base no idioma é falha. Como conseguimos melhorar?

Ter a noção da importância do idioma inglês é o primeiro passo. Por isso, pense sempre no universo de chances que segue junto com o estudo e aprimoramento. Tenha segurança, nunca pare de aprender e expanda exponencialmente seus horizontes profissionais. Tenho certeza que temos potencial para progredir e ajudar a melhorar o estudo no país.

Por Raphael Ruiz, professor de inglês, idealizador e CEO da Beils, escola de inglês

Gostou desse post? Compartilhe!