- Início

- Conteúdo

Indeed traz as 10 melhores empresas para trabalhar no setor de varejo

Compartilhe Este Post

As empresas do setor varejista, que na década de 80 eram uma realidade apenas dos grandes centros urbanos, se espalharam pelo Brasil com tanta força que hoje podem ser encontradas em todos os cantos do país. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor de varejo é o que mais cresce no Brasil atualmente e, também um dos ramos que mais geram empregos.

Todo esse crescimento trouxe vantagens não só para o setor e seus consumidores, mas, também, para os funcionários. Segundo o diretor de vendas do Indeed no Brasil, Felipe Calbucci, as empresas varejistas começaram a perceber que muito do sucesso que têm são fruto do trabalho e dedicação dos colaboradores. “Um colaborador que sente seu trabalho sendo valorizado, que é recompensado pela companhia e que possui qualidade no ambiente de trabalho está mais propenso a melhorar a produtividade e o desempenho financeiro das empresas”, pontuou.

Com o objetivo de premiar as dez melhores companhias do ramo no país, aconteceu na noite de 14 de fevereiro, em São Paulo, o evento “10 Melhores Empresas Para Trabalhar no Setor de Varejo”. A honraria foi concedida pelo Indeed, site de empregos disponível em cerca de 50 países em mais de 28 idiomas.

Destaques do evento

As dez melhores empresas do setor de varejo foram premiadas com base na avaliação de colaboradores e ex-funcionários.
- A empresa que deseja crescer, especialmente em um mercado no qual a rotatividade é grande, como o setor de varejo, deve focar no bem-estar de sua equipe.
- Plano de carreira, reputação respeitável e bons benefícios são os principais critérios levados em consideração ao avaliar se determinada empresa é um bom lugar para trabalhar.

Critérios para premiação

Para que uma empresa figure no ranking é necessário ter uma boa avaliação e um número significativo de avaliações e depoimentos de colaboradores e ex-funcionários. “O primeiro passo é ter certeza que seu valor de marca empregadora está sendo aplicado na prática. Outra ação importante é promover a divulgação de sua Página de Empresa no Indeed estimulando os funcionários a deixarem ali um comentário positivo”, disse Felipe.

Reputação, salários competitivos, bons benefícios e oportunidades de plano de carreira estão entre as principais características consideradas para destacar as empresas. Calbucci explicou que  “por serem anônimas, as avaliações dos funcionários condizem com a realidade e são imparciais. O Indeed usa um algoritmo próprio para classificar as empresas usando diversos fatores, como nota média, número de avaliações e o histórico de vagas de emprego”.

As 300 maiores varejistas do país empregam, juntas, mais de um milhão de brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Empresas exemplares

A grande vencedora da noite foi o Magazine Luiza que vem inovando não só na interação com o público nas redes sociais, mas também no recrutamento de novos colaboradores. “Utilizamos tecnologia e inteligência artificial para automatizar todas as etapas do processo seletivo que não precisam do toque humano para a garantia de qualidade”, contou Patrícia Pugas, diretora de RH do Magazine Luiza.

Considerada gigante no setor de lojas de materiais de construção e renomada por suas iniciativas sustentáveis, a Leroy Merlin amealhou a segunda colocação. Completou o pódio as Casas Bahia, uma das principais rede de lojas do país. Completam o ranking: Riachuelo, C&A, Renner, Carrefour, Grupo Pão de Açúcar, Walmart e Lojas Americanas.

Calbucci confirmou que a premiação do próximo ano será similar aquela que ocorreu em 2019:  intimista e focada nos ganhadores. Outro fator que permanecerá igual é a forma como a avaliação é feita. “Esse ranking é global e a metodologia é a mesma utilizada em todos os outros mercados e países. As empresas são classificadas por atributos do ambiente de trabalho, localização, país e setores. As avaliações e pontuações que determinam as classificações são obtidas dos últimos dois anos anteriores à publicação da lista”, avaliou.

Como o Indeed nasceu nos Estados Unidos é inevitável pensar se há muitas diferenças entre os mercados varejistas brasileiro e do país norte americano na forma de lidar com os colaboradores. Felipe afirmou que “o mercado dos Estados Unidos apresenta maturidade maior do que o resto do mundo em relação aos temas de cultura, diversidade, flexibilidade de horário e demais assuntos que criam um ambiente de bem-estar aos funcionários. No varejo não é diferente e vemos diversas empresas demonstrando essa preocupação”, finalizou.