- Início

- Conteúdo

Hábitos ineficazes que líderes usam e que dificultam o sucesso

Compartilhe Este Post

Ser líder requer grandes cuidados em muitos aspectos. As palavras possuem um peso ainda maior numa posição de destaque, por isso é importante estar atento ao uso de discursos ou palavras que podem soar negativas ou ser mal interpretadas. Mas essa consciência deve ir além da linguagem para que a imagem do superior não fique desgastada e as ações se tornem ainda mais eficazes. Existem alguns hábitos que, ainda que sejam praticados por líderes de sucesso, não geram resultados que eles esperam.

Um desses costumes é ter uma opinião sobre todos os assuntos possíveis, o desejo de adicionar seus "dois centavos" a cada discussão e tentar agregar conhecimentos em toda conversa, sendo que isso pode fazer com que a sua equipe perca autonomia. Em contrapartida, o hábito de não escutar é a forma mais passiva-agressiva de desrespeito pelos colegas.

Muitos não percebem, ou realmente fazem com alguma inocência, que estão promovendo comentários destrutivos, o sarcasmo das agulhas e os comentários cortantes que achamos que nos fazem soar vivos e espirituosos, podem destruir a equipe com que trabalhamos.

Começar as frases com “mas”, “não” e também o uso do “de qualquer forma” pode ser algo prejudicial para os líderes. O uso excessivo dessas palavras negativas faz com que qualquer frase soe como: eu estou certo, você está errado. Além disso, não perca tempo tentando obter o que as pessoas não têm. Trate de estimular o que equipe, ou o colaborador, já têm.

O líder precisa aprender que o seu poder de alavancagem depende muito mais de sua humildade e capacidade de apoiar seus colaboradores do que da sua capacidade técnica. Suas competências básicas são a delegação e o empowerment, a defesa da visão e o comportamento coerente com os valores.

Em algumas pessoas também é perceptível o egocentrismo, uma necessidade excessiva de ser o centro das atenções, mas é preciso ser sucinto e ter zelo ao exaltar as próprias virtudes. Quem convive com pessoas de sucesso entende que eles estão nessa posição por mérito e ao exaltar determinadas competências o efeito pode ser exatamente o contrário do desejado.

Em vez de tratar de resolver o defeito, deve-se investir suas fontes para corrigir o mecanismo que o gerou. Desse modo, não só se conserta aquele defeito específico como também se melhora o rendimento geral. Quando se sente à vontade de percorrer esse caminho, você entende por que os japoneses afirmam que “um defeito é um tesouro”.

Quais desse comportamentos, você como um líder de sucesso, tem percebido em si mesmo e não reconhece os efeitos e resultados no seu time? Se qualquer uma dessas situações estiver acontecendo na sua empresa, e até mesmo na vida, é possível que você esteja perdendo dinheiro, produtividade e resultados por conta disso.

Por Renata Tolotti, empreendedora, coach e palestrante