- Início

- Conteúdo

Futuro do Workplace: a inovação aliada aos novos modelos de trabalho

Compartilhe Este Post

Há alguns anos a tecnologia já faz parte da realidade das empresas e permitia que muitas áreas realizassem suas atividades de maneira remota, sem a necessidade da presença física das pessoas, o que resultou em novas relações de trabalho. Quando analisamos os diferentes modelos de comunicação, vemos que os espaços corporativos então se transformando e influenciam cada vez mais nosso dia a dia. Ou seja, a todo tempo temos que nos reinventar para nos adaptar.

Mas antes mesmo das medidas de isolamento social, uma transformação já havia começado a direcionar os negócios para uma abordagem mais digital. A pandemia apenas acelerou essa mudança, forçando as empresas a encontrarem maneiras eficientes de se conectarem. Nos próximos anos, grande parte da força de trabalho provavelmente passará por mudanças significativas, impulsionadas principalmente por algumas tendências atuais importantes.

Esse ainda é um momento de transição. Sabemos que o mundo não voltará a ser como antes, nem a forma de trabalhar que conhecíamos, mas também não permanecerá como vemos hoje. E esse é o grande desafio que temos pela frente, encontrar soluções que atendam as diversas necessidades dos setores e organizações hoje e nos adaptar para atender um futuro do trabalho que ainda está se moldando. 

A pesquisa Day After Covid Survey, realizada pela BoxOffice em parceria com a Sodexo, aponta que 61% das empresas não tinham uma política de home office antes da pandemia, no entanto 95% planejam manter o trabalho remoto após a quarentena, sendo que 29% delas não sabem ainda de que maneira irão adotar esse regime de trabalho. Os dados da pesquisa ainda mostram que 75% dos entrevistados entendem que o trabalho remoto é ser capaz de trabalhar em qualquer lugar.

Diante das novas possibilidades e formatos de trabalho surgindo, o tempo é nosso amigo e inimigo, pois as decisões precisam ser rápidas e assertivas. Tão importante quanto definir as ações, é a velocidade na implementação de processos, sempre com foco na saúde e segurança de todos, tratando cada situação como única, ouvindo e apoiando colaboradores, clientes e consumidores. Ao considerar todos esses fatores na retomada das atividades, será necessário que as organizações invistam em novas ferramentas e tecnologias para apoiar na estratégia, por meio de soluções que tragam impactos positivos, não somente no hoje, mas todos os dias.

Um estudo da Eden McCallum mostra que 74% das empresas planejam ou já implementaram um maior uso da tecnologia como aliada para aumentar a segurança e o bem-estar dos colaboradores, como a desinfecção do ar por lâmpadas UV-C, tapetes sanitizantes que limpam e desinfectam solas de calçado, impedindo que a contaminação seja levada para o interior do ambiente, pias portáteis, sensores de abertura, dispensers automáticos para reduzir as possibilidades de contato entre outras soluções. 

A pandemia nos trouxe muitos aprendizados e confirmou a importância de sempre analisar as tendências e adotar soluções que nos permitam agir com rapidez, flexibilidade e inovação, seguindo as normas de Compliance e conduzindo todas as ações com base em princípios éticos de transparência, gerando, assim, impactos positivos para as organizações e, principalmente, para as pessoas.

A nova realidade que nos espera com a retomada das atividades em larga escala amplia o propósito de oferecer ambientes de trabalho mais seguros, funcionais, que tragam bem-estar e estrutura para continuidade dos negócios de clientes e parceiros.

Isso significa que os espaços de trabalho – seja em casa, no escritório, na operação, em um espaço compartilhado ou em uma sala individual – demonstrarão seu valor por meio de experiências positivas e motivacionais. Não há dúvidas de que o trabalho virtual terá grande relevância nos próximos anos, mas o futuro do workplace deverá ter um modelo híbrido, em qualquer setor. Por isso, será necessário ampliar os benefícios para alcançar os colaboradores onde estiverem, seja no uso de ferramentas, tecnologias e processos para possibilitar um trabalho a distância de qualidade ou os cuidados quanto a segurança, com locais de trabalho mais humanos e preparados para receber pessoas.

Para além das instalações, os novos formatos de trabalho já mudaram até os hábitos alimentares e a rotina das pessoas. Com a tecnologia a favor da evolução, tendências como o delivery, as lojas autônomas, marketplaces, refeições congeladas e serviços grab-and-go (onde os pratos são expostos para os clientes fazerem a escolha e comerem em outro ambiente – comumente em suas próprias casas) foram aceleradas e já serão a realidade nos próximos anos. 

Ainda é cedo para estabelecer tudo o que será do futuro, pois estamos aprendendo e transformando a cada dia, mas a crise atual passará e, diante do novo normal, é certa a necessidade de uma nova abordagem para construirmos soluções inovadoras e fortalecer as novas relações de trabalho que teremos.

Por Andrea Krewer, CEO do Segmento Corporativo da Sodexo On-site Brasil

Você também vai gostar

É preciso reaprender a aprender

desenvolvimento

Flora Alves destaca: "Temos conteúdos digitais de qualidade disponíveis para aprendermos. O que precisamos fazer é a correta curadoria."