- Início

- Conteúdo

Executivos Estão Preparados Para Lidar Com A Ia Na Gestão De Pessoas?

Compartilhe Este Post

O receio de que robôs irão, pouco a pouco, substituir profissionais de diversas áreas é sentido por muitos colaboradores. E com os profissionais de RH, a situação se agrava. Vários estudos já mostraram que o trabalho de gestão de pessoas pode ser bastante facilitado pela inteligência artificial (IA), que cada vez menos é uma realidade distante do mercado.

O que devemos prestar atenção, no entanto, é que o RH é justamente a área que lida diretamente com as pessoas e requer cada vez mais capacidade de empatia. Isso nenhuma máquina pode ter. Por isso, é fundamental que os profissionais do segmento se capacitem para trabalharem em conjunto com a inteligência artificial e acompanhem as mudanças da era digital da melhor forma.

Hoje, a IA ajuda no trabalho de recrutamento e seleção, fazendo com que se contrate mais assertivamente e diminua o turnover; com a análise de dados, possibilita a antecipação de problemas; e com a automação, diminui a quantidade de funções repetitivas. Devido a essas e tantas outras melhorias no RH, muitas empresas já adotam a estratégia tecnológica.

Segundo uma pesquisa global recente da Deloitte, realizada com 10,4 mil empresários e executivos de RH, dos quais 159 são brasileiros, 41% das empresas já usam inteligência artificial no setor de RH, 29% utilizam games ou simulações para atrair e encontrar candidatos em potencial para vagas e 28% apelam às redes sociais para buscar profissionais.

Em relação ao futuro, 48% dos executivos brasileiros acreditam que a tecnologia será amplamente usada em suas empresas nos próximos 3 a 5 anos e 33% sentem-se preparados para lidar com a tendência na gestão de pessoas.

Na prática, a tecnologia permite a economia de trabalhos operacionais, tempo e dinheiro e, assim, permite que os Recursos Humanos foquem em se desenvolver, com novos projetos e atendimento interno. O RH Pra Você conversou com o especialista em inovação disruptiva e criatividade Almir Neves para entender como funciona na prática a IA. 

Como a IA e a tecnologia funcionam para o RH?

Segundo o Conselho de Recursos Humanos da Forbes America, o uso da inteligência artificial será muito forte, principalmente, nas automações de processos de RH, no aumento da eficiência operacional, no recrutamento às cegas de candidatos em busca de habilidades específicas e no retorno automatizado e personalizado a candidatos.

Em quais segmentos do RH a tecnologia é mais importante?

A RPA (Robotic Process Automation) é uma das iniciativas que mais pode ajudar o RH, automatizando processos repetitivos. Subsistemas como avaliação de desempenho, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento e retenção de profissionais também podem se beneficiar da tecnologia.

Que melhorias já são observadas?

Ganhos de eficiência e formas mais analíticas de se pensar já mudam o perfil do profissional de Recursos Humanos moderno.

Essa automação exige um processo de adaptação complexo?

Complexo não, no entanto é necessário combinar a evolução tecnológica com a empatia humana, que nunca será substituída.

Quais são as previsões para os próximos anos?

Precisamos entender que, por mais que os estudos relacionados à inteligência artificial já tenham algum tempo, apenas recentemente foi popularizado seu uso efetivo. “O robô”, contudo, demora muito para aprender e precisa de um grande tempo de adaptação para demonstrar resultados efetivos. Nem todas as empresas e profissionais estão dispostos a esperar por esse tempo, mas temos grande expectativa e entusiasmo com a evolução e com os usos futuros das novas tecnologias.

Tem algum case que mostra como é o trabalho com a inteligência artificial na Gestão de Pessoas?

Na Click Conhecimento, estamos treinando um Virtual Learning Assistant que será capaz de interagir com lideranças e tirar dúvidas de habilidades comuns ao dia a dia do líder, como por exemplo dicas para um bom feedback, melhoria de comunicação com a equipe, estratégias para negociar melhor com a equipe e outras.

Gostou desse post? Compartilhe!