- Início

- Conteúdo

Entenda o que é blockchain e o seu papel no RH

Compartilhe Este Post

Novas tecnologias não param de emergir e é impossível falar sobre essa questão sem apontar o blockchain - ferramenta embrionária no Brasil ainda mais quando se trata de Recursos Humanos. Poucos são os que conseguem relacionar seus conceitos às atividades e operações de RH.

É natural associaro blockchain à moeda digital bitcoin. Não por menos. O sistema surgiu em 2008 e ficou conhecido graças a esta famosa criptomoeda, apontada por entidades do sistema financeiro, como a nova bolha especulativa. Porém, hoje, já é possível aplicar o blockchain em outros segmentos e o RH pode ter grandes benefícios.

A funcionalidade do recurso é de armazenamento e transmissão de dados digitais. Descentralizado, não tem órgão de controle superior e permite transações e trocas virtuais sem intermediários e com confiabilidade, porque há um sistema criptográfico que permite aos usuários verificar a validade das informações. É impossível manter essa tecnologia apenas no meio financeiro. O Blockchain e a fase 2.0 atingirá empresas como um todo, principalmente as áreas estratégicas como, Marketing, Tecnologia, Recursos Humanos e até mesmo o Jurídico. A tendência é que áreas com necessidades de certificados expedidos em papel,convertam as informações aoBlockchain. 

No RH, as transformações e os benefícios serão ainda maiores. O relacionamento entre empresas e pessoas sofrerá uma grande transformação, principalmente na divisão de recrutamento e seleção. A plataforma ajudará os gestores na verificação da confiabilidade de dados em currículos, o que garante a autenticidade dos perfis dos candidatos. 

Recrutamento, seleção e contratações inteligentes

O blockchain também será uma grande vantagem para a carreira do profissional, já que será possível armazenar informações sobre suas habilidades, cursos, treinamentos realizados e quaisquer outros aprendizados adquiridos em sua jornada no mercado de trabalho. O profissional poderá criar uma reputação positiva de maneira totalmente automatizada. Portanto, funcionários com boa reputação serão contratados mais rapidamente e as empresas passarão a economizar tempo e dinheiro.

A fase da contratação de fato também será dinamizada. Empregado e empregador terão uma espécie de “contrato inteligente” baseado em um algoritmo, que facilita, verifica e assegura a negociação ou a execução de um contrato. O contrato inteligente define os termos e condições para que eles possam ser alterados caso haja necessidade. Cláusulas contratuais podem ser executadas no momento, economizando tempo e reduzindo o custo da contratação.

O RH também pode usar contratos inteligentes como parte da remuneração, especialmente no caso de serviços externos. O serviço esperado e os valores associados são formalizados nesse modelo de contrato. Isso permite verificar se o serviço foi executado e, assim, disparar automaticamente o pagamento. 

De acordo com os mesmos princípios, as habilidades adquiridas pelos funcionários por meio de treinamento, avaliações ou experiências obtidas dentro da empresa poderão ser registradas e autenticadas em um dispositivo blockchain interno e sem serem questionadas no futuro, ou seja, favoreceria a carreira profissional do colaborador em uma espécie de autenticação automática.

Além de revolucionar o gerenciamento de muitos projetos, introduzindo uma horizontalidade e um empoderamento das pessoas em questão, essas plataformas abrem caminhos para novos modos de reconhecimento de funcionários. A contribuição de cada colaborador será mensurável e indiscutível. Esse tipo de dinâmica, por meio do blockchain, resultará em reconhecimento e justiça, o que motiva o funcionário a se envolver em qualquer projeto e nos objetivos da empresa.

Em meio a invasão tecnológica em todas as áreas, blockchain revolucionará boa parte do mercado corporativo e virá a tona nas próximas revoluções. A tendência é que depois da adoção da tecnologia por grandes empresas digitalmente engajadas, os pequenos fornecedores também passem a utilizar. Uma coisa é certa: é só uma questão de tempo para vivenciarmos todas as vantagens do blockchain em empresas inteiras ou grande parte das suas áreas.

Por Hugo Marx, head de marketing da ProPay S.A