- Início

- Conteúdo

Employer Branding Ainda Tem Baixo Nível De Maturação Nas Empresas, Aponta Pesquisa

Compartilhe Este Post

Os primeiros dados divulgados pela “Pesquisa Perspectivas do Employer Branding para 2019” revelam que a preocupação com a marca empregadora ainda está em baixa nas organizações.

Segundo o levantamento, produzido pela plataforma Employer Branding Brasil, 42% dos entrevistados responderam que suas empresas estão em estágio inicial em relação ao tema – ou seja, ainda precisam evoluir muito em relação às práticas de outras companhias –, enquanto 22% não têm nenhuma iniciativa de employer branding. Outros 31% atuam em empresas com estágio intermediário, no qual já existem iniciativas, mas que podem evoluir, e 5% pontuam que suas organizações estão no estágio avançado, contando com diversas iniciativas e sendo referência de mercado.

A pesquisa mostra, também, que na maioria das empresas o RH é a principal área responsável pelas iniciativas de EB (31% dos casos), seguido por equipes dedicadas unicamente a isso (23%), time multifuncional (9%), outras áreas (5%) e marketing (3%). 24% não contam com responsáveis pelo EB.

Para 2019, 35% dos respondentes disseram que haverá aumento no quadro das equipes responsáveis por Employer Branding. 63% pontuam que não deve haver mudanças, mas estabilidade dos quadros, enquanto 2% devem promover redução.

Em relação ao investimento em EB, 20% planejam aumentá-lo significativamente, 42% devem investir um pouco mais, 37% manterão do mesmo modo e 2% têm em mente diminuir um pouco.

O levantamento ouviu 100 profissionais, sendo a maioria de RH e Marketing, de empresas dos mais diversos portes e origens.

Gostou desse post? Compartilhe!