- Início

- Conteúdo

Dia do Livro: 10 dicas para inspirar empreendedores nesta quarentena

Dicas 1202

Compartilhe Este Post

Em comemoração ao Dia Mundial do Livro, celebrado nesta quinta-feira (23/4), CEOs de algumas startups brasileiras indicam obras que foram essenciais em suas carreiras. Confira:

  1. Eduardo Canova - CEO da Leoa

“Antifrágil – Coisas que se beneficiam com o caos: Nassim Taleb”

Em Antifrágil, Taleb proclama a incerteza como algo desejável, e até necessário, além de propor que construamos mais coisas resistentes ao imponderável, estabelecendo o conceito do antifrágil. Na obra, o autor engloba análises sobre inovações e melhorias feitas a partir de tentativa e erro.  

  1. Sergio Furio - CEO da Creditas

“Blitzscaling: Chris Yeh e Reid Hoffman”

O livro, escrito por Chris Yeh e Reid Hoffman, contém um conjunto de técnicas para aumentar a escala de um empreendimento a um ritmo vertiginoso: o blitzscalling. 

  1. Ubiraci Mercês - CEO da Sanar

“The Innovator's Solution: Clayton Christensen”

Em The Innovator's Solution, Christensen e o coautor, Michael E. Raynor, ajudam as empresas a entender como se tornarem disruptivas. Citando pesquisas e teorias aprofundadas e testadas em centenas de empresas de vários setores, os autores identificam os processos que criam inovação bem-sucedida e mostram aos gerentes como adaptar suas estratégias às mudanças de um mundo dinâmico. 

  1. Ingrid Barth - CEO do Linker

“Rápido e devagar – Duas formas de pensar: Daniel Kahneman”

No livro “Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar”, Daniel Kahneman nos leva a uma turnê pela mente e explica os dois sistemas que dirigem a maneira como pensamos. O sistema 1 é rápido, intuitivo e emocional; O sistema 2 é mais lento, deliberativo e lógico. 

  1. Alvaro Nunes - CEO da Karavel

“Nada Easy: Tallis Gomes”

Neste livro, Tallis Gomes, apresenta o passo a passo das etapas de como combinou gestão, inovação e criatividade para validar de forma correta a sua ideia, abrir seu empreendimento e fazê-lo crescer, sem desperdiçar tempo e recurso. Nestas páginas, você conhecerá a realidade de quem tenta fazer com que uma startup dê certo no Brasil. Tirar uma ideia do papel é uma arte.

  1. Ana Paula Pisaneschi - CEO do com.vc

“Essencialismo – A disciplinada busca por menos: Greg Mckeown”

Nesta obra, Mckeown explica como o essencialismo é mais do que uma estratégia de gestão de tempo ou uma técnica de produtividade. Trata-se de um método para identificar o que é vital e eliminar todo o resto, para que possamos dar a maior contribuição possível àquilo que realmente importa. 

  1. Marcelo Kogut - CMO do Mycon

     “Isso é Marketing - Para ser visto é preciso aprender a enxergar: Seth Godin”

Seth Godin inspirou milhares de empresários, líderes e fãs de todas esferas sociais. Agora, pela primeira vez, ele oferece uma visão do núcleo de sua sabedoria de marketing em um pacote acessível e atemporal. No centro da sua abordagem está uma grande ideia: grandes profissionais de marketing não usam os consumidores para resolver o problema da empresa. 

  1. Bernardo Schucman - CEO da FastBlock

“As 48 leis do poder: Robert Greene”

O que fazer para ser promovido? Como neutralizar quem vive tentando 'puxar o seu tapete'? Em ‘As 48 leis do poder’, Robert Greene oferece o “caminho das pedras” e cita casos de sucesso e de fracasso revelados à luz de suas regras. Para ilustrar o que diz, Greene recorre a fábulas e a episódios reais da História, usando e abusando de citações. O leitor se embrenha pela cartilha através de estrategistas como Clausewitz e Sun-Tsu, estadistas como Bismarck, sedutores como Casanova, filósofos como Nietzsche, escritores como Balzac e, claro, diplomatas como Maquiavel. 

  1. João Canhada - CEO da Foxbit

“Sonho Grande: Cristiane Correa”

Warren Buffett Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira ergueram, em pouco mais de quatro décadas, o maior império da história do capitalismo brasileiro e ganharam uma projeção sem precedentes no cenário mundial. Nos últimos cinco anos eles compraram nada menos que três marcas americanas conhecidas globalmente: Budweiser, Burger King e Heinz. A fórmula de gestão que desenvolveram, seguida com fervor por seus funcionários, se baseia em meritocracia, simplicidade e busca incessante por redução de custos. Uma cultura tão eficiente quanto implacável, em que não há espaço para o desempenho medíocre. Por outro lado, quem traz resultados excepcionais tem a chance de se tornar sócio de suas companhias e fazer fortuna. Sonho grande é o relato detalhado dos bastidores da trajetória desses empresários desde a fundação do banco Garantia, nos anos 70, até os dias de hoje.

  1. João Alkmim - CEO da Vitta

“The Outsiders - Oito CEOs não convencionais e seu modelo radicalmente racional para o sucesso: Will Thorndike”

Neste livro refrescante e contraintuitivo, o autor Will Thorndike traz a sabedoria analítica de uma carreira de sucesso em investimentos, avaliando de perto o desempenho das empresas e de seus líderes. Você encontrará oito CEOs individualistas cujos retornos médios das empresas superaram o S&P 500 por um fator de vinte - em outras palavras, um investimento de US $ 10.000 com cada um desses CEOs, em média, valeria mais de US $ 1,5 milhão, vinte e cinco anos depois.

Você também vai gostar