Muitas vezes, a rotina atribulada que vivemos influencia fortemente nos nossos hábitos de vida, principalmente alimentares. Quantas vezes você já se pegou evitando fazer uma refeição porque tinha muito trabalho, ou comeu um lanche rápido porque estava com pressa? Segundo uma pesquisa realizada pela Alelo, empresa de cartões de benefícios como Vale Refeição e Alimentação, mais da metade dos trabalhadores brasileiros almoçam fora de casa e 42% se sentem indispostos após a refeição. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o cenário registrado pela Alelo pode ser complementado pelo fato de que 34% dos brasileiros gastam aproximadamente 25% da sua renda em refeições externas. E, apesar de 72% dos que declararam almoçar fora de casa terem dito na mesma pesquisa da Alelo que mudariam seus hábitos alimentares para se sentirem mais saudáveis, sabemos que a grande variedade de opções rápidas e práticas no mercado, mas não necessariamente saudáveis, pode ser um grande freio neste esforço.

Uma pesquisa feita pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2015 revelou que pessoas com hábitos alimentares ruins têm 20% menos produtividade do que aquelas que se dedicam a dietas saudáveis. Apesar de parecer muito difícil se dedicar melhor à sua alimentação, visto que o seu dia a dia é realmente muito corrido, existem maneiras de implementar uma mudança de hábitos em sua rotina e melhorar sua produtividade. Para contornar esse obstáculo e melhorar sua saúde aqui vão algumas dicas.

A primeira delas é tomar café da manhã em casa. Se você trabalha de manhã, ir para o escritório em jejum pode reduzir a sua concentração e, consequentemente, a sua produtividade. Além disso, pode provocar algum tipo de exagero desnecessário no almoço, gerando um incômodo estomacal na parte da tarde, retomando o ciclo de falta de concentração e perda de produtividade. Já na hora do almoço, é sempre importante não comer grandes quantidades de comida e evitar alimentos muito gordurosos, pois isso prejudica a digestão tornando-a mais lenta e dando uma sensação de cansaço. Lembre-se também de não fazer suas refeições em frente ao computador. Essa é uma dica simples, mas que faz toda a diferença na sensação de saciedade após a ingestão dos alimentos.

Uma estratégia para seguir algumas dessas dicas sem passar fome e ainda manter alto nível de energia e produtividade é fracionar as refeições ao longo do dia, comendo pequenas quantidades de três em três horas e equilibrando os nutrientes. Dessa forma, é possível evitar também o efeito sanfona que atinge grande parte dos brasileiros e influencia negativamente em seu bem-estar, principalmente pela insatisfação com a autoimagem, gerando grande desmotivação também no trabalho. É importante salientar neste artigo que não é necessário seguir rígidos padrões de dieta se não for de seu interesse, o importante é ingerir alimentos em quantidade e tipos de nutrientes equilibrados para manter seu nível de concentração e produtividade.

Hábitos saudáveis nas empresas

Diversas empresas já perceberam a importância de estimular seus colaboradores a adotar práticas alimentares saudáveis para que tenham melhor qualidade de vida e rendimento no trabalho. Neste sentido, existe uma série de ações que podem ser feitas, desde a conscientização com a criação de programas de reeducação alimentar com palestras, consultas com nutricionistas e eventos, passando pela oferta de lanches e alimentos saudáveis na empresa para os colaboradores, até a adoção de plataformas ou aplicativos que auxiliam na perda de peso por meio da mudança de hábitos alimentares e aliada à prática de exercícios físicos. A criação de metas e desafios de alimentação saudável dentro da empresa e oferecer recompensas e reconhecimentos àqueles que se dedicarem e atingirem os objetivos definidos também é uma maneira de estimular os colaboradores a mudarem sua rotina.

Adaptar-se mudanças de hábitos não é fácil, mas também não é impossível. Com a ajuda de amigos, familiares e colegas de trabalho, bem como da própria empresa, você vai ver que é possível se alimentar melhor, adotar uma rotina mais saudável e, assim, conquistar melhores resultados e aumento da produtividade no trabalho.

Por Bruno Rodrigues, CEO da GoGood