- Início

- Conteúdo

Contra Estereótipos E Pela Inclusão, Aon Apresenta Festival Mundial

Eventos 701

Compartilhe Este Post

Para tratar de diversidade e inclusão, a Aon, em parceria com Swiss Re e MetLife, promoveu na última semana a apresentação do painel "Viés Inconsciente: Desconstruindo Estereótipos, Construindo Inclusão". O encontro aconteceu na quarta-feira (25) e fez parte da 5ª edição do Dive In, maior festival global dedicado a desenvolver culturas inclusivas no mercado segurador, que aconteceu de 24 a 26 de setembro em 33 países e 67 cidades simultaneamente. Essa foi a primeira vez que a Aon Brasil realizou o evento no país.

Com mais de 80 convidados presentes e cerca de 350 espectadores acompanhando a transmissão ao vivo, o encontro começou com o painel "Como lidar com o Viés Inconsciente nas empresas?", que tratou do conjunto de estereótipos que as pessoas internalizam e, mesmo involuntariamente, condicionam julgamentos em relação ao outro, impactando o dia a dia e o ambiente corporativo. Por meio da mediação de Cristina Aiach Weiss, Diretora de HR America Latina na Swiss Re, o tema foi abordado pelos CEOs Marcelo Homburger (Aon) e Luciano Calheiros (Swiss Re), além de Francisco Espinoza, CFO Brasil na MetLife.

Segundo Homburger, as empresas devem influenciar na criação de culturas de inclusão, seja em questões de gênero, sexo, raça, religião ou condição física e mental. "Nosso papel é ajudar as pessoas a enxergarem os preconceitos que carregamos mesmo inconscientemente, além de influenciar favoravelmente as novas gerações. Isso já foi muito pior no passado, quando temas ligados à diversidade não eram sequer debatidos", explica o CEO da Aon Brasil.

Melhor entrega

A segunda parte da apresentação, moderada por Daniela Dallacqua, Diretora de Recursos Humanos da MetLife, teve o "Talk-Show: Visão 2020", apresentação com a participação de Eduardo Migliano, cofundador do 99 jobs; Neivia Justa, fundadora da #JustaCausa; Estela Zanata, sócia-diretora da KPMG; e Leila Luz, Líder Global de Inclusão e Diversidade da BRF. O painel foi dedicado a discutir como o suporte ao desenvolvimento pessoal do colaborador, independentemente das suas características, cria um ambiente mais saudável e produtivo. "Este processo possibilita que os profissionais mostrem da melhor forma todo o seu potencial e capacidade de entrega", destaca Daniela.

A troca de experiências para incentivar a promoção da diversidade no mercado de trabalho, além da missão de desconstruir estereótipos e promover a inclusão, marcou a última parte da apresentação que a Aon trouxe para o País. "Essas iniciativas são fundamentais para começarmos a mudar a mentalidade das pessoas. Além da importância em desenvolver ações constantes que promovam este tipo de discussão, participar de um movimento global como esse é um grande passo para fomentarmos a igualdade de gênero e a construção de um ambiente profissional cada vez mais inclusivo", explica Adriana Zanni, Vice-Presidente de Recursos Humanos para a América Latina da Aon.

A empresa, além de patrocinar o Dive In globalmente e promovê-lo no Brasil, desenvolve iniciativas pela causa em seu dia a dia, englobando uma série de projetos para estimular a equiparação e o protagonismo feminino em todas as áreas. A multinacional é signatária do WEPs – Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU Mulheres – e aderiu ao WIN (Women´s International Network), movimento que tem sido essencial para intensificar o empoderamento das mulheres no mundo corporativo.

Gostou desse post? Compartilhe!