- Início

- Conteúdo

Como Diminuir As Dores Da Sua Liderança

LIDERANÇA

Compartilhe Este Post

Durante mais de 28 anos desenvolvo trabalhos junto a líderes, seja através de aulas, palestras ou mentorias e, frequentemente, enfrento uma série de desafios. 

Assim, estudo constantemente tudo o que existe para facilitar a atuação dos líderes. De um lado, para tornar a vida das pessoas melhor, e, de outro, porque sempre cabe aos líderes grande parte dessa tarefa, seja porque influenciam diretamente muitos colaboradores e familiares, e indiretamente porque, a partir de suas decisões podem impactar a sociedade, também. 

Por essas andanças, descobri, em 2005, uma sabedoria muito antiga, o Eneagrama. Foi um filósofo armênio que trouxe para o ocidente esse conhecimento e Oscar Ichazo junto com Cládio Naranjo desenvolveram o que se conhece hoje de Eneagrama Moderno, ou seja, entre outras coisas, desenvolveram o Eneagrama das Personalidades, uma tipologia extremamente interessante que ajuda a liderança sob dois aspectos:

  1. No Auto conhecimento, que é fundamental para o líder saber como e porque se comporta de uma forma ou de outra, por exemplo, porque delega ou não com facilidade, porque suas decisões são rápidas ou demoradas, porque gosta mais ou menos de algumas pessoas;
  2. No conhecimento da sua equipe, e porém, no seu relacionamento com eles, sendo um dos principais desafios dos líderes;

Mas quero ser mais explícita com você. Sabe qual é uma das maiores dores da liderança? Uma das maiores dores da liderança é não saber como conseguir o melhor de cada pessoa da sua equipe, por não conseguir Identificar e entender as diferenças individuais.

Sabe por que isso acontece? Por dois motivos:

  1. Como muitos dos líderes não se conhecem, tendem a achar que todas as pessoas pensam e sentem da mesma forma que eles. Mas, se eu não reconheço que existem maneiras diferentes de pensar e agir, tampouco reconheço a minha forma de pensar e agir e coloco tudo em um mesmo “saco”. E o pior, julgo as pessoas: “Como podem pensar de uma outra forma que não essa?” “Por que não se comprometem como eu?” “Será que eu falo grego?” “Por que as pessoas não me entendem?”.
  2. Porque os líderes não conhecem minimamente as diferenças individuais. 

É necessário investir no conhecimento para saber como liderar a si mesmo!!

Aí vemos uma triste constatação no papel do líder: desmotivação, uma imensa insatisfação após conseguir resultados, por vezes frágeis, ou mesmo, uma insatisfação dupla, por não ter conseguido os resultados satisfatórios esperados, pela dificuldade de manter uma equipe direcionada e comprometida.

Não quero dizer, com isso, que o Eneagrama é a solução perfeita e miraculosa para todos os problemas da liderança, mas posso afirmar que é por onde tudo começa. Nessa longa caminhada de aprendizados, sei que tudo começa dentro de nós. É de dentro para fora e não seria diferente com os líderes.  

Digo isso, porque para mim, como líder, conhecer o eneagrama foi o grande divisor de águas. Eu sempre fui muito exigente, muito focada em resultados, comprometida com o meu trabalho e seguia à risca a cartilha de colocar o dever antes do prazer. E nunca entendi porque as pessoas com as quais eu trabalhava poderiam ser diferentes disso e reagia muito mal perante situações que me colocavam diante de pessoas, por exemplo, que valorizavam muito mais o prazer do que o trabalho, entre outras tantas questões que me dificultavam muito as relações profissionais.

A partir do momento que entendi como eu sou, pois a minha personalidade é do Tipo 3 do Eneagrama, e que, além do meu jeito de olhar o mundo existiam tantos outros e, ainda mais, quando vi que eu o Tipo 3, representa a auto preservação, entendi, mais ainda minha facilidade em ter foco em resultados. 

Apenas dei o meu exemplo para que você, caso ainda não saiba qual seu tipo, fique curioso e busque se aprofundar nesse conhecimento. Se ainda não sabe qual é a sua personalidade, convido a conhecer a influência da sua personalidade na Liderança.

Também, escrevi um ebook sobre Como descobrir seu potencial de Líder com o Eneagrama das personalidades.  

Então, analisando  como o eneagrama pode ser utilizado na liderança, quero enfatizar alguns pontos:

– cada tipo de líder, em função da sua personalidade, tende a contratar pessoas em função do que valorizam. E isso acontece inconscientemente. Daí muitas vezes o conflito com RH, que diz que um candidato é o melhor e o líder contrata outro, porque “sente” que é mais adequado.

– cada tipo de líder, em função da sua personalidade, tende a ter maior ou menor facilidade de integrar as pessoas ao time. Alguns são muito acolhedores, outros nem se preocupam pelo fato de uma nova pessoa ter chegado. Por que? Diferenças de personalidade….

– cada tipo de líder age e reage em função de um acontecimento, seja ele positivo ou negativo. Dá ou não feedback, elogia ou não, repreende ou não, deixa passar ou não, irrita-se ou não. O fato é o mesmo, as reações podem ser absolutamente diferentes. Por que? Porque existem diferenças de personalidade. E essas diferenças podem ser a causa constante de avaliações díspares sobre um mesmo colaborador.

– cada tipo de líder toma decisões em função não só de aspectos objetivos, mas também de aspectos subjetivos que vêm de sua personalidade e dos seus vícios emocionais. Nem sempre isso tudo é claro para o líder e muito menos para a equipe.

– cada tipo de líder tem maior ou menor facilidade de delegar, como vimos, graças à sua personalidade que o leva a maior ou menor centralização, maior ou menor confiança no outro.

– cada tipo de líder tem maior ou menor facilidade em desenvolver pessoas, utilizando um método mais mental ou mais cinestésico. Pode ser ainda aqueles que adoram contar histórias, são mais emocionais, ou ainda os que odeiam ensinar, porque sentem que “não levam jeito”. A personalidade é responsável por esse aspecto em grande parte.

Esses são apenas alguns exemplos que mostram a importância de conhecer e trabalhar com o Eneagrama, pois ele mostra, com clareza, as diferentes personalidades, seus principais vícios emocionais e, o mais importante, como evoluir, a partir desse reconhecimento e do caminho de desenvolvimento. Eu posso garantir a vocês que o eneagrama é um presente.

Além de tudo isso, quando se faz a gestão de pessoas, sabe-se da importância do entrecruzamento com os diversos colaboradores. Entende-se, então, que há os que ficam muito contentes com um trabalho que exige mais atenção porque é muito detalhado, mas há os que odeiam trabalhos que demorem muito a chegar no seu fim. Detalhes são uma tortura. Há os que falam rápido e há os que falam lento. Como lidar com toda essa diversidade?

Ah… usei o termo da moda… diversidade…. A maior de todas elas é essa diversidade entre pessoas, que é a grande responsável pelos amores e pelos ódios, pelas aceitações ou não aceitações do outro e, mais do que tudo, pelo alcance ou não do resultado.

Por Fátima Motta, Sócia-Diretora da FM Consultores. É uma das colunistas do RH Pra Você.

Texto via: https://fatimamotta.com.br/fatima/category/artigos

Gostou desse post? Compartilhe!