- Início

- Conteúdo

Como Construir Sua Marca Empregadora E Medir Seu Desempenho

Compartilhe Este Post

Atualmente, é cada vez mais comum escutar as empresas discutindo o termo “marca empregadora” (employer branding). Semelhante à “marca de consumo” (consumer brand), que constrói reputação e reconhecimento para os produtos, a marca empregadora se trata de alavancar proposta de valor ao ambiente de trabalho e aos funcionários. Basicamente, enquanto a primeira busca atrair consumidores, o objetivo da marca empregadora é atrair – e reter – trabalhadores. E quanto mais atrativa e autêntica esta proposta de valor, melhor a percepção das pessoas sobre como é trabalhar para a empresa.

Uma forte marca empregadora tem um impacto positivo significativo no sucesso geral dos negócios, já que permite aumentar a visibilidade perante aos novos talentos e atuais funcionários. Segundo um estudo realizado pela Redshift em nome do Indeed, 83% dos entrevistados acreditam que as avaliações sobre as empresas têm impacto em sua candidatura para vagas.

Com mais de 1,5 milhão de avaliações de empresas no Indeed no Brasil, a “Página de Empresa”, disponível para qualquer empresa que divulga uma vaga no site, oferece avaliações sobre o que os funcionários estão falando em relação à cultura, gestão, compensação, benefícios, equilíbrio entre vida pessoal e profissional, e oportunidades de progresso das empresas.Essa ferramenta dá ao candidato acesso ilimitado a informações relevantes, enquanto, por meio dela, as empresas podem entender melhor e medir o desempenho da sua marca empregadora.

As métricas de marca empregadora poderiam ser divididas em três grupos principais: resultado, reputação e construção:

  • O resultado se refere à resposta dos candidatos à campanha de contratação, do tempo e esforço para executá-la (percentual de pessoas que não compareceram à entrevista presencial ou recusaram uma proposta), e do alinhamento com a estratégia de negócios da empresa.
  • Já a reputação pode ser monitorada por meio das Páginas de Empresa (número de seguidores, classificações, aprovação de CEO, qualidade e quantidade de comentários sobre a empresa, etc.). Estar bem posicionado nos rankings de melhores empresas para trabalhar do mercado e realizar pesquisas de satisfação de processos seletivos também são boas práticas para engajar com os colaboradores.
  • E as métricas de construção têm a ver com a exposição da marca, ou seja, em que canais e de que forma está promovendo vagas e oportunidades para se unir à empresa, além do retorno do investimento (ROI) para essas ações, medido principalmente pelo custo da contratação por área e por fonte de divulgação de vagas.

Para saber quais canais são mais importantes para monitorar, atente sempre para onde sua empresa está obtendo as maiores fontes de tráfego de candidatos. Há uma grande oportunidade para os empregadores alcançarem os candidatos certos e compartilharem a história de sua organização.

Por Felipe Calbucci (capa), Country Manager do Indeed no Brasil

Gostou desse post? Compartilhe!