- Início

- Conteúdo

Como As Informações Estão Sendo Consumidas Na Sua Empresa?

COMUNICAÇÃO

Compartilhe Este Post

Você sabe como os seus colaboradores preferem acessar as informações que a sua empresa divulga? Quais os canais mais eficientes, que realmente vão conseguir atingir o objetivo de comunicar algo a alguém, levando a mensagem do emissor ao receptor? Em todos os grandes eventos de comunicação, marketing, inovação e futuro do trabalho se fala da comunicação colaborativa, das conexões em rede, da importância da expressão autêntica e da criação de uma cultura digital e acesso rápido (e fácil) ao que realmente importa. O foco são as mensagens, o jeito de construí-las (vídeo, áudio, texto, experiência), mas pouco se fala sobre como fazer a mensagem efetivamente atingir o público-alvo e quais os canais que as pessoas numa organização estão efetivamente usando para se inteirar dos acontecimentos, considerando suas especificidades: cultura, experiência e dinâmica interna. Cada empresa tem a sua e isso tem que ser levado, sim, em conta. 

A comunicação empresarial parte do pressuposto que os colaboradores devem ser parte da construção da comunicação interna, do modo como ela é feita, mas a grande pergunta que se faz é: estamos escutando os colaboradores para saber o que eles efetivamente desejam? Essa foi a provocação feita pela Vice-Presidente Corporativa da Matec Engenharia, Marcela Milano, responsável pela orientação das estratégias de Comunicação e Marketing da empresa, que conta com a consultoria da Rafaela Manzo, jornalista especializada em Soluções Integradas de Comunicação. A pergunta levou à realização de uma pesquisa feita no mês de julho, quando os funcionários puderam refletir e indicar por quais meios preferem receber as novidades e informações importantes relacionadas à empresa.

Com uma cultura de inovação e tecnologia, parte do seu DNA e dos projetos que executa, a Matec tem buscado abrir as portas da comunicação com o seu cliente interno justamente para experimentar quais meios mais agradam o colaborador. Estão na lista dos canais o house organ da empresa, o Matec News, que circula quinzenalmente, de forma digital e fica disponível, impresso, em locais de grande circulação de pessoas; o e-mail com Dicas da Matec, que também circula a cada quinze dias com informações úteis incluindo dicas de livros, filmes, séries, cursos e palestras interessantes para o desenvolvimento pessoal e profissional; a lista de transmissão oficial da empresa no WhatsApp, que traz informações rápidas tanto sobre novidades na empresa e sugestões de conteúdos relacionados e relevantes ao setor da Engenharia (com contribuição frequente de conteúdos sugeridos pelos próprios colaboradores); além de comunicados e campanhas ligadas à saúde, qualidade de vida, bem-estar e datas comemorativas, dentre outros.

As redes sociais são atualizadas regularmente, sendo as duas principais o Facebook e o LinkedIn – este último com atuais 89 mil seguidores. O site também é um importante canal de comunicação tanto para o público externo quanto para o próprio colaborador, que encontra nele todas as informações e publicações “oficiais” que podem ser compartilhadas, inclusive novas oportunidades de vagas disponíveis. Estão em desenvolvimento novos planos de ações e projetos orientados pelo resultado da pesquisa, incluindo a produção de novos conteúdos em formatos específicos para cada um dos canais de acordo com as preferências e especificidades de cada área de negócios da empresa.

“Os colaboradores sinalizaram através da pesquisa, na questão aberta feita para envio de sugestões com foco na melhoria contínua, da importância do alinhamento entre as áreas, da vontade de aprender mais nos treinamentos internos e transmissões de eventos online que a Matec regularmente realiza e da necessidade de uma comunicação cada vez mais transparente, direta e, sobretudo, para todos (tanto quem está executando a obra, no canteiro, quanto quem está cuidando o orçamento e do planejamento dela, por exemplo, no escritório central)”, revela Marcela Milano, VP da Matec Engenharia.

“A pesquisa, que precisa ser realizada com frequência e tem como objetivo justamente entender o feedback do público – uma das premissas da comunicação – é uma ferramenta poderosa e fundamental que, quando não colocada em prática nas organizações, acabam desperdiçando tempo e energia, além de recursos, na implementação de soluções que podem ser mais simples e eficazes”, explica a jornalista Rafaela Manzo. “O colaborador precisa ser, efetivamente e constantemente, escutado. Caso contrário, o risco que se corre de não ter o engajamento e o resultado pretendido alcançados pode resultar em problemas mais graves, quase sempre gerados ou que resultam numa comunicação interna malfeita”, conclui Marcela. 

Gostou desse post? Compartilhe!