- Início

- Conteúdo

Como A Safe Care Se Tornou Divisora De Águas Na Gestão De Saúde

SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA

Compartilhe Este Post

Não é de hoje que a gestão da saúde é um dos desafios mais amplos dentro do contexto empresarial. Seja pela dificuldade no controle da sinistralidade ou pelos altos custos dos planos médicos, as organizações procuram por alternativas para que a saúde dos colaboradores não seja uma dor de cabeça para gestores e para os Recursos Humanos.

Com o mercado aquecido na prestação de auxílio administrativo aos planos e modelos de saúde corporativas, diversas soluções e consultorias vem ganhando cada vez mais espaço. Um exemplo a ser ressaltado é o da Safe Care Consultoria, empresa que oferece soluções empresariais que vão desde a assessoria em gestão e saúde até o treinamento e desenvolvimento de equipes. O negócio é responsável pela criação do Facility Safe, sistema que permite uma série de benefícios para os gestores administrarem a questão da saúde, tais como:

  • Detecção de falhas no processo de gestão de saúde;
  • Redução de custos;
  • Organização e controle de informações;
  • Queda nos índices de sinistralidade;
  • Otimização do trabalho de acompanhamento e controle por parte de líderes e do RH;
  • Melhoria da saúde e do bem-estar dos colaboradores.

De acordo com Kátia de Boer, Diretora Comercial da Safe Care e consultora especializada na área de benefícios saúde, nas empresas que utilizam a ferramenta média da redução de sinistralidade é de 60%. Com o desenho de metas a partir do mapeamento e da análise das informações dos atendimentos realizados, a Safe Care, que hoje administra mais de 100 mil vidas e é responsável por mais de 600 mil atendimentos ao ano, é capaz de orientar as empresas em relação ao melhor uso dos planos de saúde pelos funcionários. Com isso, há uma visão antecipada dos problemas que enfrentará, tendo em vista a redução do impacto financeiro do benefício saúde.

A executiva explica que, com o auxílio da área de tecnologia presente no Safe Group - grupo o qual a Safe Care faz parte -, foi desenvolvido um sistema para medição de todas as solicitações realizadas pelos clientes. Com o registro de todas as informações armazenadas, o RH tem acesso e um controle maior de dados. “O sistema tem diversos alertas para o RH, para que este não seja colocado em uma armadilha perante diretores, funcionários e seguradoras diante de um problema ou uma situação de gravidade. Tudo é recebido via aplicativo e os Recursos Humanos tem a sua parte operacional potencializada”.

Kátia pontua que os planos de saúde podem ser encarados como um “espelho retrovisor”. Em outras palavras, tudo que os colaboradores utilizam, desde um exame simples a uma cirurgia de alta complexidade, é encaminhado pela seguradora em um documento. Entretanto, o RH recebe um relatório fechado com quem mais utilizou o plano e com os principais gastos. Com isso, em média, a apólice aponta onde estão de 30% a 40% dos custos, e o RH, por não ter uma área médica, tem dificuldade para identificar se todos os procedimentos de todos os colaboradores estão sendo conduzidos de modo satisfatório e correto. 

“A seguradora bate na porta da empresa e diz: ‘o custo foi tanto’. E o RH questiona que não pode ter determinados gastos e aumentos de custos. Contudo, a falta de informação e de um controle mais detalhado torna a briga superficial, pois ninguém sabe justificar aquele aumento”, explica Kátia. A circunstância motivou que, dentro do sistema da Safe Care, fosse criado um mecanismo de auditoria. “Hoje, temos mais de 30 mil procedimentos catalogados com valores referenciados por tipo de hospital. Com essa ferramenta, quando identificamos que o mesmo exame realizado por mais de um colaborador teve custos diferentes para cada indivíduo, é gerado um sistema de não conformidade e, assim, podemos questionar a operadora do porque os valores não batem com a tabela. Identificamos não só as cobranças a mais como outros fatores que não estão dentro da conformidade estabelecida”, acrescenta. 

Quando a auditoria é realizada, o resultado do sinistro não é alterado no relatório, entretanto, com a geração dos relatórios de conformidade ao longo do ano, no momento da negociação o trabalho da Safe determina os valores corretos que a seguradora aplicará à empresa, implicando em significativa redução. O mesmo controle de custos vale para laboratórios, o que gera resultado na ponta.

Outro ponto trazido por Kátia é o departamento da Safe “Cuidando de Você”, cujo objetivo é o acolhimento e o atendimento humanizado. “Dentro das empresas há pessoas com doenças crônicas, com familiares enfermos, com dificuldade de marcação de exames e cirurgias, dentre outras situações mais críticas junto ao plano de saúde. O papel do departamento é a captação de todas as dificuldades envolvidas e a inclusão em programas de acompanhamento. Desde o uso dos remédios à realização de procedimentos médicos são monitorados”, comenta. O Cuidando de Você acolhe o colaborador que não encontra a resposta para todos os seus problemas dentro do plano de saúde. “São situações em que tiramos o peso do RH em relação a casos que ele não sabe como resolver, e oferecemos ao colaborador apoio. Desse modo, ele não perde produtividade devido à preocupação que enfrenta”.

Dentro do Facility Safe o RH também pode fazer o controle do absenteísmo. A diretora conta que os funcionários são avaliados em “360º”, de forma que não só os aspectos técnicos sejam levados em conta, mas também os comportamentais. “Em um dos nossos cases, com o uso do Facility, o gestor diminuiu a quantidade de atestados recebidos sem o cid, o que ajuda a identificar o que o colaborador está sentindo e assim ajudá-lo da melhor forma”. Vale ressaltar que o cid não é obrigatório e não pode ser exigido para abono de falta, mas uma vez que existe o trabalho interno de conscientização, o próprio paciente pode fazer a solicitação. Desse modo, o absenteísmo pode ser reduzido já que cada caso pode ser melhor trabalhado por meio do apoio social da empresa.

Para saber mais sobre o trabalho da Safe Care e como funciona o Facility Safe, acesse: http://safecarebeneficios.com.br/.

Gostou desse post? Compartilhe!