- Início

- Conteúdo

Com o distanciamento, empresas adaptam seus programas de voluntariado

Compartilhe Este Post

Distanciamento. Esse foi um dos principais impositivos causados pela pandemia do novo coronavírus e, claro, o mercado de trabalho precisou lidar com isso. Não estamos falando apenas de home office, mas, sim, de todas as estratégias e ações que as companhias adaptaram a distância, por exemplo, o voluntariado empresarial.

Segundo a pesquisa “Outras formas de trabalho”, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de sete milhões de pessoas realizaram trabalho voluntário em 2019 – e o voluntariado empresarial tem sido um dos impulsionadores desse cenário bem como um aliado das empresas visando o relacionamento comunitário, fortalecimento da cultura, desenvolvimento dos colaboradores, entre outros impactos.

Para Marcelo Nonohay, diretor executivo da MGN, a manutenção das ações voluntárias durante esse tempo de quarentena manda sinais importantes aos colaboradores. “Mostra que a empresa está preocupada e se move para apoiar a sua comunidade no momento que ela mais precisa; gera uma pauta positiva em meio a um cenário de incertezas e notícias ruins; coloca em prática princípios, valores e fundamentos da cultura organizacional que são tão defendidos no dia a dia”.

Assim que a pandemia atingiu o Brasil, a primeira reação de algumas organizações foi colocar certos projetos em pausa, mas, conforme destaca Nonohay, quando as pessoas começaram a entender os impactos econômicos e sociais que viriam com ela, houve um momento de busca de ideias para viabilizar o voluntariado remoto.

“Mesmo com as dificuldades e a necessidade de adaptações, notamos que muitos programas de voluntariado mais maduros deram sequência às suas iniciativas. Esse momento é ainda reforçado com a verdadeira explosão da filantropia no Brasil, que atingiu marcas históricas”, completa.

Então, como seguir com os programas a distância e de forma online? Confira abaixo alguns cases de empresas que criaram e/ou adaptaram seu voluntariado.   

Instituto Criança é Vida

O Instituto Criança é Vida, parceiro da MGN para ações de voluntariado empresarial, desenvolveu uma iniciativa solidária para ajudar Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Sensibilizados com as condições precárias dessas instituições, conforme informações levantadas pela MGN, a empresa e o instituto estão encabeçando uma campanha para arrecadação de fundos, visando ajudar 18 organizações que cuidam de idosos na cidade de São Paulo. A intenção é beneficiar cerca de 1.200 pessoas entre idosos e funcionários das organizações com doação de álcool, máscaras reutilizáveis, alimentos e produtos de higiene pessoal.

Nestlé

A Nestlé está incentivando voluntários do seu programa de voluntariado a realizarem um conjunto de atividades de Café Virtual com grupos de idosos que participam de atividades de inclusão digital em comunidades e estão, hoje, isolados. Ao longo desses encontros virtuais, os voluntários vão explorar temáticas como alimentação e vida saudável. Além disso, os comitês de voluntariado do programa Voluntariar Faz Bem receberam um material com ideias de trabalhos voluntários online.

Santander

Especialmente desenvolvida para o público idoso, a ação de voluntariado do banco Santander colocou seus colaboradores em contato com os colaboradores aposentados do banco e com idosos de organizações sociais beneficiadas pelo Projeto Parceiro do Idoso. Os colaboradores voluntários acompanham os idosos a distância ao longo de todo período de quarentena, dando apoio emocional e incentivando a socialização do grupo de maior risco.

Suzano

A MGN desenvolveu em parceria com a Suzano um guia com 10 ideias de ações de voluntariado para se fazer em casa. O material inclui desde atividades de incentivo à leitura, ações educativas, até atividades de estímulo a ações solidárias. Os colaboradores, assim, têm a chance de despertar o desejo em ajudar e fazer o bem em uma época tão difícil, especialmente para públicos em situação de vulnerabilidade social. Aproveitamos para compartilhar outras iniciativas desenvolvidas pela Suzano desde o início da pandemia da COVID-19, incluindo orientações e medidas preventivas em linha com as recomendações do Ministério da Saúde. Elas visam zelar pela saúde e segurança dos colaboradores, prestadores de serviços, familiares e sociedade. Conheça mais no site.

Quer saber mais sobre voluntariado empresarial e como implementar em sua empresa? Baixe aqui o nosso ebook sobre o tema!

Você também vai gostar