- Início

- Conteúdo

Big Data e RH: A Combinação do Futuro

Compartilhe Este Post

A tecnologia encurtou distâncias e dinamizou e acelerou processos de uma forma nunca vivenciada na área de Recursos Humanos. E o Big Data é uma prova disso.  

É cada dia maior o número de ferramentas de análise, softwares, programas e plataformas digitais desenhadas exclusivamente com o objetivo de aumentar a performance de empresas dos mais diversos setores e portes. O Estudo “Global State of Enterprise Analytics 2019”¸ realizado pela empresa MicroStrategy em parceria com a consultoria global Hall & Partner, revela que no Brasil 60% das empresas já usam Data & Analytics para orientar estratégias e realizar mudanças necessárias nos negócios.  

Essa pesquisa só reforça o que vivenciamos no mundo empresarial - poucos conceitos têm ganhado mais destaque que o Big Data, nome dado à quantidade de dados gerados a cada segundo na internet. E ainda posso afirmar mais, a análise de todas as informações vem sendo utilizada pelas maiores empresas do mundo para tomada de decisões estratégicas, com resultados surpreendentes. 

Segundo o Sólides Report, estudo realizado pela Sólides, plataforma de RH completa com People Analytics e Gestão Comportamental, os clientes que utilizam recursos tecnológicos alcançaram uma rotatividade média de 19,2% contra 41,8% da média nacional, segundo o Rais/CAGED. Esses dados indicam que o cliente Sólides possui um turnover 54% abaixo da média nacional. 

A tecnologia quando implementada no RH, mostra que a captação de tantos dados promete também revolucionar a gestão de pessoas e os departamentos de recursos humanos com o objetivo de melhorar os índices de produtividade dos funcionários, fazer contratações mais assertivas, aumentar a retenção de talentos, entre muitas outras possibilidades. 

Para entender um pouco mais sobre como é possível usufruir dos benefícios reais dessa ferramenta, listo abaixo as principais vantagens do Big Data Analytics no mercado de RH: 

Contratações mais assertivas - Com a utilização da tecnologia, houve uma verdadeira evolução na prospecção de talentos. Por meio da análise de dados, o people analytics, e mapeamento comportamental dos candidatos, é possível contratar mais rapidamente um profissional com fit cultural. 

Acompanhamento de performance - Utilizando ferramentas de Big Data Analytics, o setor de RH é capaz de analisar a performance da empresa como um todo e não mais de maneira segmentada, em que cada departamento é avaliado separadamente. Por meio desse tipo de avaliação, as conclusões tornam-se mais certeiras, os insights mais qualificados e a tomada de decisão mais efetiva;

Identificação de falhas de processos - Nem sempre esse processo é simples, especialmente quando a origem do problema é bastante sutil e envolve mais de um departamento. Nesses casos, saber onde está o erro para que se possa corrigi-lo pode ser muito demorado. Porém, esse cenário muda completamente quando o RH passa a atrelar a tecnologia em todo o processo, pois as falhas passam a ser identificadas de maneira eficaz, acelerando os processos corretivos e reduzindo o custo operacional;

Identificação de talentos - Por meio de gráficos de desempenho, produtividade e entrega de resultados, possibilitadas pela utilização de plataformas, é possível descobrir as “joias” dentro da companhia, agilizando e otimizando processos de promoção.

Por Mônica Hauck, Fundadora da Sólides