- Início

- Conteúdo

Benefício de refeição é o principal meio de pagamento na quarentena

Pesquisas 610

Compartilhe Este Post

Ticket, marca de benefícios de refeição e alimentação da Edenred, realizou um levantamento entre os dias 24 e 26 de março, com usuários de seus benefícios, como o Ticket Restaurante, em todo o Brasil. Os trabalhadores foram questionados sobre hábitos de consumo de refeições durante o intervalo da jornada de trabalho, antes e após os primeiros impactos provocados pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Para quase 30% dos participantes o benefício-refeição continua sendo a principal forma de custeio de suas refeições, mesmo durante a quarentena.

"Para entender os impactos da quarentena na rotina da refeição dos trabalhadores, fomos ouvir os empregados que fazem parte da nossa base de usuários. Chama atenção o fato de que, mesmo no contexto de quarentena imposta pelo avanço do novo coronavírus no Brasil, o Ticket Restaurante segue comoessencial para os trabalhadores, e supera como opção entre outros meios de pagamento como débito e crédito, justamente por ser um benefício disponível para compra de refeições. Isso reforça a importância do Programa de Alimentação do Trabalhador e, por meio dele, do Ticket Restaurante, para a situação nutricional dos empregados e para a promoção da saúde", destaca o Diretor-Geral da Ticket, Felipe Gomes.

O levantamento identificou que 27% dos trabalhadores continua utilizando o benefício de refeição durante a quarentena, fazendo dele o principal meio de pagamento apontado pelos respondentes. Cartão de débito (26%), de crédito (24%), e dinheiro (18%) aparecem em seguida.

A pesquisa também evidenciou um leve aumento na preferência dos trabalhadores pelo delivery em diferentes modalidades, incluindo as entregas feitas via aplicativo, as realizadas pelos próprios restaurantes e os pedidos feitos in loco para viagem, para evitar a exposição a locais públicos. Dos respondentes, 29% admitiram ter aumentado a frequência com que realizam pedidos em delivery; os outros 71% disseram que o padrão individual de consumo em deliverys não sofreu alterações.

Outro aspecto evidenciado pela pesquisa foi o de que as refeições, antes realizadas em locais públicos, passaram a ser feitas em ambientes mais restritos. Antes da pandemia, segundo 31% dos trabalhadores respondentes, a preferência era por almoçar em restaurantes. Após as recomendações de isolamento social, entre outras medidas implementadas para conter o avanço da doença, apenas 5% deles manteve essa rotina, número que pode estar relacionado à atuação em serviços essenciais ou às diferenças nas medidas adotadas em cada estado. Em contrapartida, antes da pandemia, 69% indicavam a preferência por realizar suas refeições em locais mais reservados, como o restaurante interno ou copa das empresas em que atuam; depois do avanço do novo coronavírus no Brasil, esse número saltou para 95%, demonstrando a adesão pública às medidas recomendadas pelos governos e órgãos oficiais da saúde.

A Ticket na luta contra o novo coronavírus

A Ticket também tem estruturado uma série de iniciativas a fim de apoiar os clientes em tempos de isolamento social provocado pela COVID-19. Um exemplo é o incentivo para que os clientes realizem os pedidos de delivery por meio de aplicativos, como Uber Eats e Rappi, realizando o pagamento digital. Isso porque o Ticket Restaurante é aceito pelos aplicativos trazendo agilidade, comodidade e facilidade no dia a dia dos usuários, que agora exercem suas atividades em sistema de home office. A opção de pagamento digital está disponível aos usuários dos aplicativos que contam com os dispositivos Android e iOS. Com isso, o sistema começa a processar a compra da mesma maneira como ocorre com outros métodos de pagamento.

Outra iniciativa da Ticket foi disponibilizar sua inteligência artificial, a EVA (Edenred Virtual Assistant), para também prestar orientação sobre mecanismos de prevenção do coronavírus. Lançada em 2015, a inteligência artificial foi treinada para dar suporte à comunidade, oferecendo orientações confiáveis sobre os mecanismos de prevenção de contágio e transmissão da COVID-19.

A EVA está apta a compartilhar as novas informações assim que o chatbot é ativado, no portal e na fan page da marca no Facebook, e está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana. Ela já está apta a compartilhar respostas importantes sobre o vírus, como o que é a doença, quais os sintomas que provoca e como previnir seu contágio e transmissão. Todas as orientações de saúde oferecidas pela IA da Ticket contam com o respaldo de orientações vindas de profissionais da saúde e estão alinhadas com as recomendações do Ministério da Saúde.

Entre as ações com foco no público interno, a marca ampliou o home office - uma prática que a empresa já mantinha com toda a sua força de vendas - para os colaboradores da área administrativa. Com isso, 100% da força de trabalho da Ticket tem operado remotamente.

Você também vai gostar