- Início

- Conteúdo

A Verdade Sobre Delegar Atividades

Compartilhe Este Post

Quando ingressamos no mundo corporativo, depois de um certo tempo começamos a sonhar com as posições de liderança e de gestão. Acontece que nem sempre somos preparados pela empresa ou mesmo pelas faculdades e cursos que fazemos para assumir essa posição.

Desenvolvemos de forma profunda as nossas habilidades técnicas e acabamos nos esquecendo de cuidar das habilidades comportamentais, como por exemplo, a liderança.

A verdade é que delegar não é fácil. Não é nada fácil.

Por isso, a primeira pergunta sobre a verdade da delegação é: você assume alguma atividade que poderia ser feita por outra pessoa por medo do prazo ou dos erros que podem ser cometidos por esse membro? Para delegar precisamos ter a habilidade de ensinar, de compilar e passar de forma didática tudo que aprendemos.

Delegar também é um ato desprendimento, de deixar alguém fazer algo que por tantos anos foi responsabilidade sua e que você sabe fazer, provavelmente com maestria. Delegar também é um ato de confiança. Confiança na outra pessoa que ela fará um bom trabalho, confiança nas suas capacidades.

Que não é aquela determinada atividade de define o seu valor ou o profissional quem você é.

A segunda pergunta é: Quando você pede para uma pessoa fazer alguma coisa, você fala o resultado esperado ou como a atividade deve ser feita?

A verdade é que exatamente por você ter tantas competências agora você está tendo uma oportunidade de gerenciar pessoas. Essa é uma nova etapa que irá demandar novas habilidades, funções e responsabilidades e é preciso deixar ir aquilo que não faz mais parte da descrição e das expectativas do seu novo cargo.

Quanto trabalho você tem levado para casa ou quantos dias da semana você tem ficado no escritório até mais tarde? Somente acumular as atividades pode efetivamente comprometer a qualidade das novas entregas que são esperadas, pode limitar o seu crescimento pois todos nós temos um limite de produção.

Portanto, pratique! Tenha clareza dos seus objetivos e de que quanto mais você cresce, mais as pessoas ao seu redor poderão crescer.

Por Thais Lima é desenvolvedora e estrategista de carreiras

Gostou desse post? Compartilhe!