- Início

- Conteúdo

A Tecnologia Digital Vai Eliminar Postos De Trabalho?

Coluna 2277

Compartilhe Este Post

Muito pelo contrário, com a evolução dos conhecimentos científicos e surgimento de novas tecnologias, é muito provável a criação de novos mercados, com possibilidades econômicas explosivas.

Provam isso as bilionárias Microsoft, Google e Face Book, e as não menos importantes WhatsApp e Instagram, o mercado de celulares, e a eletrônica de navegação e comunicação presentes em todos os veículos aéreos e terrestres.

Para citar os casos mais inusitados, destacamos o "Airbnb" (Air bed and breakfast), fundado em agosto de 2008, ostenta até 2017, mais de 250 milhões de hospedagens e, o Uber, fundado em 2009, e que em 2017 faturou US$6,5 bilhões!!!

A criação de novos mercados é, sem dúvida, a melhor resposta da era da automação à ameaça de desemprego. Basta observar os "problemas" do cotidiano para encontrar novas oportunidades.

Partindo de necessidades corriqueiras, essas empresas criaram soluções inovadoras e geraram riqueza aproveitando oportunidades até então invisíveis.

As criptomoedas como o Bitcoin e Ethereum, entre outras que já fizeram milionários ao redor do planeta, fundamentadas numa tecnologia ainda não terminada, são outra fonte geração de riqueza inimaginável criada há apenas alguns anos.

Vem aí os veículos autônomos, verdadeiros computadores sobre rodas e com cabine para passageiros, gerando empregos de qualidade para produção e manutenção.

Existem dezenas de startup’s criando sistemas, games e, aplicativos que vão enriquecer ainda mais o mercado digital.

Na realidade, estamos vendo um aumento de postos de trabalho mais qualificados e melhor remunerados, que certamente afetarão o consumo de bens e serviços, promovendo crescimento econômico, gerando riquezas, em-estar e oportunidades para todos os níveis.

Provavelmente haverá escassez de mão de obra mais preparada, não somente nas funções de alta tecnologia, mas também para funções igualmente importantes de marketing, gestão, finanças, etc., mas o crescimento beneficiará a todos.

Já me questionaram quanto à empregabilidade de contadores, administradores, psicólogos r outras profissões presentes em uma e minhas palestras numa faculdade local. Respondi dividindo o termo em emprega-habilidade, ressaltando que quem possuir habilidades não ficará desempregado por muito tempo.

Afinal, para 13% de pessoas economicamente ativa desempregadas, existem 87% empregadas. Melhores salários virão com a geração de mais riqueza, o que acredito seja amplamente provável.

Gostou desse post? Compartilhe!