- Início

- Conteúdo

A Qualidade Do Sono E Como Ela Impacta Em Sua Produtividade

Compartilhe Este Post

Você tem o hábito de virar noites para dar conta do seu trabalho? Toma litros de café o dia inteiro para ficar alerta? Esses podem ser sinais de que você não está cuidando das suas noites de sono como poderia para ter melhores resultados. O desempenho no trabalho depende muito da disposição com a qual você acorda de manhã, e isso está diretamente relacionado à qualidade do seu sono. E qualidade não significa quantidade. Ao contrário do que muitos acreditam, dormir durante sete ou oito horas em uma noite não significa que você se sentirá bem o suficiente no dia seguinte.

Diversos fatores estão relacionados ao processo de dormir bem, e um dos mais importantes diz respeito ao tempo que você leva para cair no sono. Segundo estudos realizados pela instituição estadunidense National Sleep Foundation, o ideal para uma boa noite de sono é que você adormeça em, no máximo, 30 minutos após deitar; que acorde somente uma vez durante a madrugada; e que durma durante 85% do tempo em que está na cama. Esse tempo de sono efetivo é muito importante porque, enquanto dormimos, nosso organismo realiza funções imunes, endócrinas, de aprendizado e de memória extremamente importantes para a manutenção do nosso corpo. Alguns exemplos dessas funções são: o relaxamento postural; a elevação da atividade elétrica cerebral; o estímulo e fortalecimento do sistema imunológico; a produção e liberação de hormônios necessários ao funcionamento do corpo; a consolidação de novas lembranças, que devem ser mantidas ou não, e da memória antiga; entre muitas outras.

Além disso, uma noite bem dormida traz benefícios como a prevenção a diversos problemas de saúde, como obesidade, pois o corpo produz o hormônio leptina, responsável pela sensação de saciedade, além de queimar calorias durante o sono. Outras doenças que podem ser prevenidas com boas noites de sono são a diabetes, por conta da redução do corpo à insulina; a hipertensão, por conta da redução do estresse e do cansaço; e da depressão, pois dormir bem aumenta o ânimo e a qualidade de vida e reduz as chances de desenvolver doenças psicológicas. O sono de qualidade estimula ainda o rejuvenescimento da pele, a ativação da memória e a melhora no raciocínio, trazendo inúmeros benefícios para o organismo, o que está diretamente relacionado à produtividade e ao desempenho profissional.

Fases do sono

Para entendermos melhor de como funciona o nosso organismo durante o, é importante explicar que o sono é um conjunto de fases que podem ser atingidas progressivamente ou nem chegarem a ser alcançadas por todas as pessoas. De acordo com o instituto Fiocruz, a primeira fase chama-se sono leve e é composta por duas etapas. A primeira é aquele momento em que você está adormecendo, o sono começa a chegar, mas que você ainda se desperta facilmente com qualquer som ou outra distração, que dura em média 15 minutos. Neste momento, as ondas cerebrais se aceleram, a respiração começa a ficar mais leve e a melatonina é liberada.

A segunda etapa do sono leve é quando o corpo já está relaxado, mas a mente ainda está ativa, durando até 20 minutos, na média. A terceira fase é o sono profundo, em que os músculos relaxam completamente e estímulos externos tornam-se menos efetivos em despertar. Nesta fase, o corpo libera hormônios ligados ao crescimento e inicia alguns processos de recuperação de células e órgãos para se restabelecer do desgaste e de pequenas lesões ocorridas durante o dia.

A última fase, que muitas pessoas sequer conseguem alcançar, é o sono REM (Rapid Eye Movement ou Movimento Rápido dos Olhos), em que a atividade cerebral cresce e ocorre a formação de sonhos. Durante o sono REM, o cérebro promove uma análise de memórias, detectando quais são novas e importantes, por isso devem ser mantidas, quais são informações desnecessárias e quais já estão estabelecidas. O sono REM tem início entre 90 e 120 minutos após o adormecimento e é nele também que acontecem as síndromes do sono como o sonambulismo e a paralisia do sono.

Como ter uma boa noite de sono

Como já vimos neste artigo, uma boa noite de sono deve ser revigorante e capaz de repor suas energias para dar conta de cada dia no trabalho. Confira algumas dicas importantes para chegar lá e sentir muito mais disposição, aumentar sua produtividade e atingir melhores resultados.

  • Evite o uso de estimulantes como bebidas alcoólicas, café, chá preto, cigarro ou mesmo celular e computador antes de ir deitar;
  • Evite também ingerir alimentos gordurosos e calóricos neste período;
  • Deixe um intervalo mínimo de quatro horas entre a prática de atividade física e o sono e pratique-as regularmente;
  • Deite-se na cama somente quando for a hora de dormir, durma apenas o necessário e crie uma rotina para o despertar no dia seguinte. Essas atitudes ajudam seu organismo a regular o ciclo do seu sono;
  • Não vá dormir com fome, faça um lanche leve antes de dormir. Tomar uma xícara de leite morno com mel pode ajudar na liberação de serotonina, que funciona como um calmante natural do cérebro.

Existem diversas alternativas para conquistar melhores noites de sono e, consequentemente, aumentar sua disposição, melhorar sua produtividade e reduzir a sensação de exaustão ao longo do dia.

Por Bruno Rodrigues, CEO da GoGood, plataforma de saúde e bem-estar corporativo

Gostou desse post? Compartilhe!