- Início

- Conteúdo

A Importância Do Líder Na Cultura Organizacional

Coluna 1577

Compartilhe Este Post

O que é cultura organizacional? O que é participar de uma empresa? O que é conviver diariamente com outros profissionais? O que significa gerir uma equipe? O que significa ir trabalhar em um lugar onde existe uma forma padronizada de realizar as tarefas? O que significa tudo isso? Podemos encontrar essa resposta dentro da cultural organizacional da empresa, que diz muito a respeito de como uma instituição pode chegar ao sucesso.

Schein defendia que a cultura corporativa é composta por três níveis:

Símbolos e comportamentos

Diz respeito a qualquer componente da cultura que seja concreto ou visível por todos os colaboradores de uma organização, como a vestimenta, linguagem e comportamentos.

Valores e normas

Os valores e normas estão relacionados a todos os itens importantes que regem e norteiam uma empresa e a todas as regras de comportamento estabelecidas dentro do meio corporativo.

Pressupostos

Este último nível diz respeito a todos os componentes dificilmente reconhecidos dentro do convívio diário entre os colaboradores de uma empresa ou organização. Ou seja, são todos os comportamentos inconscientes presentes na mente dos profissionais no ambiente de trabalho.

Um exemplo disso são as crenças e regras adquiridas ao entrar na organização, sem que ninguém mencione, aprendidas por meio da convivência e “tempo de casa.

Edgar Schein acreditava que estes pressupostos têm a capacidade de influenciar diretamente a maneira como um colaborador pensa e age diante de diferentes situações no trabalho.

Todos estes fatores devem estar presentes e são fundamentais para o sucesso de qualquer negócio.

O líder como alguém que mantém a cultura organizacional

O papel do líder é importantíssimo e isso nós já conseguimos avaliar ao perceber o peso que esta palavra tem. Ser líder, principalmente quando o assunto é a cultura organizacional, traz uma enorme responsabilidade que vai ao encontro de todos os objetivos que foram traçados e precisam ser alcançados para que a instituição se perpetue e conquiste seu lugar no mercado.

O líder é a pessoa que consegue reunir todos os aspectos da cultura empresarial, e traz para o dia a dia da organização a forma correta e esperada de trabalhar entre os colaboradores. O líder faz com que todos aqueles conceitos e ideais dispostos no estatuto da organização se tornem realidade e, o mais importante de tudo, impede que essa realidade seja alterada para algo que esteja fora das propostas da empresa.

Então, é notável que o líder possui um papel de guia, alguém que delimita os caminhos propostos nos parâmetros da instituição. Mas, para compreender melhor o que isso tudo significa, devemos entender o que de fato é a cultura organizacional.

Valores e características fundamentais

A todo momento estamos falando dos valores e características ideais para que uma cultura organizacional seja positiva e gere também resultado positivo para uma empresa. Veja quais são eles a seguir:

Capacidade de inovar e assumir riscos

Se uma empresa incentiva seus colaboradores a potencializarem a sua criatividade, contribuindo constantemente com ideias inovadoras, que farão com esta mesma empresa cresça e alcance o sucesso, esta tem uma cultura organizacional bem alicerçada.

Além disso, se dentro desta organização os colaboradores também são incentivados a não terem medo de correr riscos, apostando sempre em suas ideias e ideais e comprometendo-se a fazer de tudo para colocá-las em prática, trata-se de um lugar que mostra a seus funcionários que vale a pena construir carreira.

Foco no resultado

É claro que toda empresa necessita de processos bem definidos, para que todos saibam como cada atividade interna é desenvolvida, afinal, todos precisamos de organização para realizarmos um bom trabalho. Entretanto, se uma ação bem estruturada não tem gerado bons resultados para a empresa, é necessário repensá-la.

Assim, a organização que foca, principalmente nos resultados, e faz com que seus colaboradores sejam orientadores neste sentido, tem também uma cultura organizacional bem desenvolvida.

Foco no capital humano

Além de fazer com que seus colaboradores sejam orientados aos resultados, uma empresa que deseja ter uma cultura organizacional bem desenvolvida também precisa focar e valorizar o seu capital humano. Isso porque sabe que é através das pessoas que os processo se desenrolam bem no decorrer dos dias e que os objetivos são alcançados.

Trabalho em equipe

Dar atenção à forma como cada colaborador se desenvolve individualmente, bem como às suas necessidades, é papel de toda organização que deseja se destacar no mercado e, como dissemos anteriormente, que valoriza o seu capital humano.

Mas mais do que pensar no individual, é importante pensar também no trabalho em equipe, uma vez que as pessoas tendo consciência de que juntas podem chegar mais longe,  as chances de sucesso para todos os envolvidos nos processos organizacionais são bem maiores

O que faz uma cultural organizacional

São alguns fatores que, juntos, fazem com que a cultura organizacional da empresa seja criada. Através desses pontos, poderemos entender de forma mais clara como se forma o escopo de um dia a dia de trabalho em qualquer organização.

Por exemplo, um ponto importantíssimo na formação da cultura da empresa são os parâmetros para inovar e assumir riscos. Existem lugares onde os profissionais não são estimulados para isso, onde o líder os direciona para um caminho mais seguro, conservador, apenas mais do mesmo, seguindo a receita padrão. Como também existem empresas onde o contrário é totalmente estimulado.

Outro fator que determina a cultura é a necessidade de ser preciso em cada atividade. Os detalhes são tão importantes assim na sua empresa?

Pontos como a competitividade, como trabalhos voltados para a coletividade ou para a individualidade e até, é claro, avaliação de desempenho focada em resultados, formam o que uma empresa vai ser. Como cada lugar é diferente em um ou outro ponto, acabamos nos deparando com essa versatilidade de culturas organizacionais.

E isso é magnífico, pois corresponde à grande quantidade de pessoas com objetivos, metodologias e aptidões diferenciadas no mercado de trabalho. Ou seja, há espaço para todos os tipos de profissionais.

Como desenvolver uma Cultura Organizacional Positiva

Confira abaixo alguns elementos que estimulam a cultura de alta performance na empresa:

Critérios de recrutamento

Para construir um time bem estruturado e adequado à cultura da empresa é preciso contratar as pessoas certas. Portanto, a cultura organizacional se inicia nos processos seletivos, onde o recrutador irá identificar, com o auxílio de ferramentas efetivas, como o Coaching Assessment, por exemplo, quais os talentos que atendem o perfil cultural da empresa.

Integração e Comunicação

O alinhamento de informação entre os colaboradores é primordial para se estimular uma conduta comum a todos. Compartilhe os pilares que sustentam a cultura organizacional, por exemplo: “nunca deixar que o cliente vá embora sem ter seu problema solucionado”. Este é um tipo de pilar que orienta como os profissionais devem agir quando estiverem em contato com o público da marca.

Outra estratégia efetiva é criar o manual do colaborador para que novos funcionários possam se contextualizar, como ler e relembrar as regras quando for necessário.

Clareza de objetivos

Quando o profissional compreende a finalidade das regras que regem a cultura da empresa, ele tende a ficar mais disposto a colocá-las em prática. Esclareça os objetivos da empresa para seu time e explique porque se comportar de maneira congruente com a cultura organizacional pode melhorar seu desempenho e resultados individuais e da organização como um todo.

Desenvolvimento contínuo

Uma cultura organizacional de alta performance estimula seus colaboradores a novos aprendizados, proporciona abertura para novas ideias e promove maior participação e envolvimento de todos, consequentemente desperta-se o senso de pertencimento, autonomia, visão empreendedora, pró-atividade, comprometimento, entre muitas outras competências que colaboram para o alcance de resultados extraordinários. Cada talento possui um potencial infinito, basta obter ferramentas de gestão apropriadas para maximizar a capacidade de desempenho individual ou coletivo.

Por José Roberto Marques, fundador do Instituto Brasileiro de Coaching - IBC. É um dos colunistas do RH Pra Você. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. Foto: Divulgação

Gostou desse post? Compartilhe!