- Início

- Conteúdo

A força da educação corporativa como agente transformadora de negócios

Compartilhe Este Post

Como engajar seu colaborador? Como fazer com que sua empresa invista no potencial humano e aposte em ferramentas que ajudem a melhorar a experiência laboral de seus funcionários? Essas são perguntas que ainda permeiam muitas empresas brasileiras - que aos poucos têm enxergado como a educação corporativa pode transformar o negócio.

Não é mais novidade no mercado que o desenvolvimento de profissionais é imprescindível para o bom funcionamento e crescimento das organizações. Segundo o Relatório Panorama do Treinamento no Brasil de 2017, treina-se hoje no país uma média de 21 horas por colaborador, número que ainda está abaixo de países como Estados Unidos, mas que vem crescendo a cada dia.

A tecnologia pode e deve ser uma aliada nesse processo de transformação, em que o indivíduo passa a ter valor, e seu crescimento pessoal e profissional é importante e está atrelado ao sucesso do negócio. Ela permitiu que empresas se conectassem por todo o mundo e fosse possível tornar o negócio multinacional.

Por outro lado, com esse novo modelo surgiu também o desafio de manter funcionários engajados com o propósito da empresa mesmo estando, às vezes, a milhares de quilômetros de distância. Portanto, treinar e desenvolver esse profissional precisa ser redesenhado e contar com a ajuda de plataformas que façam isso de acordo com a realidade atual.

Neste sentido o EAD é, sem dúvida, uma das melhores soluções. Crescendo como nunca em todo o mundo no segmento de ensino profissionalizante e superior, a modalidade também é a saída mais inteligente para o T&D. Trazendo os conceitos de "onde e quando você quiser", a aproximação entre empresa e colaborador é drasticamente reduzida, independente de onde seja o posto de trabalho.

Além disso, o EAD Corporativo traz uma série de diferenciais que podem ser benéficos para esse relacionamento. Programas de incentivo, gamificação que geram pontos e prêmios, espaços para troca de experiência entre colaboradores, ambiente para assistir conteúdos enviados pela equipe de Rh, tudo em um ambiente virtual e personalizado da empresa. É de fato uma nova forma de se comunicar com o funcionário e criar um vínculo que a distância e as agendas muitas vezes não permitem.

Enxergo no mercado de EAD Corporativo um oceano de possibilidades, já que é um negócio ainda engatinhando, especialmente no Brasil. Já existem cases de sucesso como da Porto Seguro, que tinha o desafio de treinar mais de 13 mil funcionários e 35 mil corretores parceiros, apostou nos novos modelos e atualmente, chegou a impressionante porcentagem de realizar 80% dos treinamentos de forma online, e apenas 20% presencial.

A educação corporativa é parte fundamental da nova forma de gestão das empresas e opções para fazer isso de forma simples e à distância não param de surgir. As companhias agora precisam encontrar o melhor caminho para seu negócio e agir para enxergar o potencial de transformação que treinar e desenvolver seu funcionário pode proporcionar para o negócio.

Por Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech