- Início

- Conteúdo

A Cultura Do Cordel É Nossa!

CULTURA 1028

Compartilhe Este Post

Uma fonte inesgotável de criatividade e inovação, os poemas geram reflexão, aprendizado e emoções diferenciadas - ora são risos, ora são lágrimas - o cordelista é precursor: ele nos faz revisitar o passado, coloca a gente na realidade e depois mostra um futuro. 

CORDEL

"Vem da alma a inspiração
que reflete um dom Divino
isso é coisa de nordestino
das raízes do sertão
são palavras do coração
que ganham vida no papel
são versos doces de mel
que traduz nossa cultura
e representa a literatura
dos folhetos de cordel". 

Guibson Medeiros

-----

A literatura de cordel foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, pelo Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 

O Iphan informa que a literatura de cordel teve início no Norte e no Nordeste e o estilo se espalhou por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração populacional.

A expressão cultural retrata o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas a respeito de acontecimentos vividos ou imaginados.

O gênero já é destaque em festivais do Nordeste - em especial em Pernambuco, pelo Museu do Cordel Olegário Fernandes, em Caruaru e por meio da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC), desenvolvida em 2005 para valorizar os poetas e incentivar os futuros cordelistas. 

Novembro é o mês dedicado ao estilo, em que se celebra o Dia da Literatura de Cordel

 

Gostou desse post? Compartilhe!