- Início

- Conteúdo

9 Dicas Para Se Dar Bem No Linkedin 

LinkedIn 419

Compartilhe Este Post

O LinkedIn é uma oportunidade ainda pouco explorada no Brasil apesar de ter números bastante consistentes. Dos mais de 660 milhões de usuários presentes na rede, 40 milhões deles se encontram trabalhando no Brasil. As oportunidades foram o tema da palestra de Cristiano Santos (capa), um dos maiores especialistas na rede social, durante o RD Summit 2019, evento de marketing e vendas que acontece em Florianópolis nesta semana. 

Diferentemente das outras redes sociais, que têm perdido usuários nos últimos tempos, o LinkedIn ganha cerca de 2 novos membros por segundo. Para se destacar em uma rede social em expansão e com foco profissional é importante saber se portar. Como? Cristiano explica.

“Cada rede social tem uma roupa diferente, e a nossa linguagem muda conforme a definição dessa roupa”. Mas muito se engana quem pensa que LinkedIn vive somente de currículo e ofertas de vagas: “antes mesmo do emprego, os usuários do LinkedIn estão buscando consumir conteúdo”, diz.

Com a chegada das reações, aquelas palminhas e corações que você já deve ter visto se usa a rede com frequência, a empresa deixou bem claro que seu objetivo é humanizar ainda mais os relacionamentos, afinal, “um currículo só mostra quem você foi, no LinkedIn você consegue mostrar quem você é”.

Entre as diversas dicas dadas pelo palestrante ao longo dos mais de 40 minutos de apresentação, separamos nove dicas que poderão ajudar você a explorar ainda mais as possibilidades e garantir conexões e relações ainda melhores:

1 - Siga as empresas onde gostaria de trabalhar, potenciais parceiros ou até concorrentes. Fique por dentro de tudo o que acontece no universo do seu cargo de interesse. Saiba como os funcionários dessas empresas se portam e tente deixar o seu perfil próximo ao que você imagina que gerará interesse nos recrutadores do seu cargo.

2 - Dê os parabéns aos membros da sua rede quando iniciam novas funções profissionais. Quem não é visto, não é lembrado.

3 - Personalize as mensagens na hora de convidar alguém para fazer parte da sua rede. Se você não conhece a pessoa que está adicionando, muito provavelmente a pessoa também não conhece você. Tente não ser prolixo no convite e passe todas as informações necessárias para que a pessoa saiba o motivo pelo qual você a está adicionando.

4 - Compartilhe conteúdo e conhecimento com sua rede, mostre suas expertises, marque presença e dialogue. Transforme seu perfil em um local para compartilhamento de suas experiências. Fale sobre o que você mais sabe e dê sua opinião pessoal sobre assuntos relacionados à sua expertise. Mostre aos seus seguidores que você domina determinado assunto e torne-se, aos poucos, relevante entre seus conhecidos.

5 - Nunca colocar a palavra desempregado no seu perfil. Recrutadores não buscam por pessoas desempregadas. Recrutadores buscam por qualificação. Deixe seu perfil com o máximo de informações relacionadas à sua experiência e coloque como título o cargo pelo qual está buscando.

6 - Mude a foto do perfil periodicamente e demonstre profissionalismo na escolha. Isso mostrará que seu perfil está sempre ativo e garantirá que a sua versão de você mesmo é a mais atualizada possível.

7 - Use o Snappr para avaliar sua foto no perfil. O Snappr é uma ferramenta que avalia a qualidade da sua foto para o LinkedIn. Mas prepare-se: ela é super sincerona.

8 - Recomende e peça recomendações. As pessoas costumam se esquecer desta parte do LinkedIn, no entanto é uma das quais os recrutadores estão mais de olho. Não tenha vergonha de pedir indicações para seus pares e superiores, afinal, como disse o Cristiano em sua palestra: “não tenham medo de abordar pessoas, o não nós já temos”. 

9 - Crie uma URL personalizada e coloque-a em cartões de visita nas assinaturas de e-mail -- Personalizações curtas e fáceis de lembrar costumam se destacar e gerar mais visitas ao seu perfil.

Gostou desse post? Compartilhe!