- Início

- Conteúdo

5 dicas para um crescimento responsável em negócios instáveis

Compartilhe Este Post

Há uma ideia entre os líderes empresariais de que o crescimento é e deve ser ilimitado. É como se a economia de escala não tivesse teto, curva ou ponto de saturação, e todo o crescimento propicia a economizar os custos, eficiência operacional e melhorias tecnológicas.

Isso nem sempre é verdade, mas muitas empresas relutam em reconhecer limites por medo de não serem consideradas ambiciosas. Coisas como cronogramas de pesquisa e desenvolvimento, escassez de talentos, custos de armazenamento de dados, vendas, demandas de suporte e despesas com software podem conspirar para limitar o crescimento e a expansão além dos quais uma empresa não pode mais reivindicar economia de escala.

Por exemplo, faz sentido lógico que uma empresa não deva buscar mais clientes até que possa satisfazer e acomodar os que já possui. Mas tantas indústrias - em particular a de tecnologia - foram prejudicadas pelas ofertas públicas iniciais (IPOs), capitais de risco (VC) e uma mentalidade de "siga o rebanho" entre os CEOs, o que dificulta o cumprimento dessa regra.

Em 2020, o mundo inteiro lidou com níveis sem precedentes de ansiedade sobre o futuro. Ainda assim, isso não significa que as empresas desistam de seus objetivos anteriores ao COVID-19. Existem muitas maneiras de crescer com responsabilidade, sincronizar a demanda e manter o impulso.

Aqui estão cinco dicas para expandir seus negócios com responsabilidade: 

  1. Evite investir dinheiro em software desnecessário

Um mito comum é que, sem uma grande base de clientes, receita anual ou investimento de capital, uma empresa não pode comprometer os fundos ou o tempo necessário para criar suas próprias soluções de software. As empresas são pressionadas a firmar contratos difíceis com fornecedores que prometem tempos curtos de entrada no mercado, infraestrutura em escala e suporte técnico abrangente. Muitas empresas podem achar que esses fornecedores não conseguem entregar tudo o que foi prometido.

  1. Traga a engenharia internamente, quando possível

Muitas empresas de médio e grande porte podem criar soluções internas sem um grande investimento de tempo ou talento. Você não precisa necessariamente de um engenheiro de software dedicado na equipe para criá-los. Além do mais, trazer a engenharia para dentro de sua própria empresa permite que você adapte suas soluções ao setor específico da sua empresa. Com comprometimento e previsão, você pode criar ferramentas dentro de sua empresa para todo um conjunto de software.

  1. Desenvolva seu talento; Não compre 

Outro equívoco comum é que os melhores talentos são comprados e não desenvolvidos. É fato que se uma empresa de software estiver procurando por um desenvolvedor full-stack no mercado atual, esse salário poderá exceder o valor que a posição agrega a uma empresa - especialmente para empresas menores. Considere contratar pessoas jovens e talvez até inexperientes que possam crescer junto com sua empresa. Se você se arriscar em alguém e desenvolver suas habilidades internamente com paciência, poderá descobrir que essa pessoa vai permanecer na empresa por mais tempo e vai fornecer mais valor do que um novo empregado de nível superior. Além disso, seja realista sobre se o conhecimento prévio é realmente necessário para um determinado trabalho. Em muitos casos, certas posições podem ser melhor atendidas por um jovem sem um diploma do que uma pessoa com doutorado.

  1. Pense bem se você realmente precisa da nuvem pública

Para pequenas ou novas empresas de software, a nuvem pública pode parecer a única opção disponível. Esse equívoco surge da ideia de que o crescimento rápido é a única maneira de competir no mercado atual, mas com o tempo, as empresas que investem em sua própria tecnologia e data centers costumam economizar mais. Na verdade, as empresas com quem conversei e que antes dependiam da nuvem pública estão lentamente migrando para seus próprios servidores e descobrindo grandes vantagens financeiras e operacionais.

  1. Ajude os clientes a se ajudarem

Qualquer empresa em crescimento entende que o suporte ao cliente precisa expandir o ritmo com sua base de usuários. Dito isto, existem outras maneiras de oferecer suporte do que apenas contratar pessoas para fazer esse serviço. Eventos como reuniões com clientes e sessões de treinamento gratuitas são ações de alto valor e baixo investimento que podem ajudar as empresas a atender à demanda dos clientes, promover a comunidade e aumentar a visibilidade da marca. A documentação completa disponível em vários idiomas também pode aliviar a tensão exercida pelo suporte ao cliente. Construir uma rede abrangente de suporte a software leva tempo e geralmente funciona melhor para empresas que favorecem o crescimento sustentável e o sucesso a longo prazo, ao invés da penetração imediata no mercado e projeções ambiciosas de crescimento.

Há muito a se considerar quando se trata de administrar e expandir um negócio, especialmente em tempos de crises e incertezas. Isso torna ainda mais importante que CEOs e líderes pensem cuidadosamente sobre os possíveis benefícios e desvantagens da mentalidade de "sempre estar crescendo".

Por Jonathan Melo, diretor de marketing Zoho Brasil

Você também vai gostar