- Início

- Conteúdo

4 Meios De Superar A Síndrome Do Impostor

SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA

Compartilhe Este Post

Você tem medo do sucesso? A pergunta, à primeira vista, pode parecer incomum, mas de acordo com uma pesquisa realizada pela psicóloga Gail Matthews, 80% dos profissionais bem-sucedidos já enfrentaram os sintomas da Síndrome do Impostor, transtorno que faz com que se enxerguem como fraudes e não merecedores de suas conquistas.

À medida que os pensamentos negativos se afloram, o sucesso profissional traz mais frustração do que satisfação. De acordo com a psicóloga Flávia Ferreira, a condição – que não deve ser remetida ou confundida com a baixa autoestima – pode, em alguns casos, se apresentar de modo leve e sutil, mas a falta de ações para eliminá-la pode prejudicar seriamente a carreira a médio ou longo prazo.

Segundo a especialista, para se livrar dessa sensação de se considerar uma “fraude” ou enxergar as conquistas com desmerecimento, é importante seguir quatro dicas primordiais:

1 – Busque auxílio

Às vezes, a maneira mais fácil de fazer com que um problema se torne ainda maior é tentar resolvê-lo sozinho, principalmente quando sequer se sabe o que está por trás dos sentimentos negativos. “Transtornos que impactam no psicológico são muito graves para serem ignorados, deixados de lado ou subestimados. Se você enxerga sua carreira como uma mentira, por melhor que seja sua condição atual, procure o auxílio de um profissional”, diz Flávia.

2 – Não tenha medo de errar

Por mais que seja repetidamente dito que nós aprendemos com os erros, falhar é doloroso. Contudo, nesse caso, vale a pena se apegar ao clichê. “É necessário quebrar o estigma de que vôos altos na carreira exigem perfeição a todo o tempo. Erros vão acontecer, cedo ou tarde. E não ter medo de encará-los de frente é determinante para nossa confiança se manter em alta”.

3 – Não dê um passo maior que a perna

Todo e qualquer funcionário, do operacional à liderança de uma empresa, deve ter em mente que limites devem ser estabelecidos. Antes de assumir algum risco, pondere a respeito de tudo o que pode ou não der certo. E mais importante, assuma somente os riscos possíveis e aquilo o qual você sabe que pode dar conta. “Podemos facilmente abalar nossa confiança por nos forçarmos a tentar fazer a todo custo o que ainda não somos capazes de realizar. Com calma, dando um passo de cada vez, obstáculos maiores vão sendo superados”, explica.

4 – Faça aquilo que ama

Um dos perfis mais comuns da Síndrome de Impostor é crescer em uma área que traz mais desânimo do que realização. “Somos suficientemente capazes de nos desenvolver e crescer mesmo naquilo que não nos cativa, mas a médio ou longo prazo o trabalho vai se tornar desgastante, frustrante e sentiremos que todo nosso esforço foi conduzido a algo que não nos satisfaz. Por isso, pode valer a pena abrir mão de algumas conquistas para investir naquilo que realmente nos faz bem”, finaliza Flávia.

Gostou desse post? Compartilhe!