- Início

- Conteúdo

10 Dicas Fundamentais Para Impulsionar O Seu Negócio

Dicas

Compartilhe Este Post

Instabilidade do cenário político, crise econômica, alta tributação, são só alguns dos diversos fatores que tiram o sono de muitos empreendedores no Brasil. Por conta da realidade atual, não é incomum que executivos sintam insegurança em relação a seus negócios.

Para Fábio Yamamoto (capa), consultor e sócio da TIEX, empresa de consultoria e gestão corporativa, mesmo em meio às complicações trazidas pelo momento que vivemos hoje, é fundamental que os empresários procurem aprender com os erros cometidos e tenham a capacidade de saber questionar as atitudes tomadas para que se possa alcançar sucesso futuro. Ações mediadas por impulso devem ser evitadas ao máximo.

De acordo com o especialista, é necessário refletir sobre duas questões prioritárias: “O que realmente importa?” e “O que efetivamente deve ser feito para sair bem e fortalecido da crise?”. Para alcançar maior rentabilidade, melhorar a gestão e fazer o seu negócio crescer, Fábio tem dez dicas:

1. Pense grande

Se é para abrir uma empresa, por que se limitar a pensar pequeno? Um pensamento pequeno traz ações do mesmo tamanho. Pensar grande e aumentar as aspirações lhe dará a dimensão dos grandes desafios que você precisa enfrentar para fazer seu negócio prosperar.

2. Não estabeleça metas impossíveis

As metas precisam ser agressivas, mas realistas, o impossível só será alcançado passo a passo. Muitos empreendedores acabam "perdendo o gás" por estabelecer metas inatingíveis.

3. Motive seus colaboradores

Manter seus colaboradores motivados é fundamental para o sucesso do seu negócio, funcionários desmotivados significam menor produtividade, propaganda negativa e consequentemente prejuízos.

4. Uma hora vai

Resiliência, perseverança, persistência. Os desafios serão inúmeros, enormes, e sem a capacidade de enfrentar as adversidades que surgirão ao empreender, dificilmente sua empresa terá sucesso. É preciso estar preparado para enfrentar as piores tempestades para aproveitar a bonança.

5. Cliente é a razão de tudo

O empreendedor só começa seu negócio porque em algum momento vislumbrou um potencial mercado ou cliente a ser atendido, mas não se trata aqui da velha máxima "o cliente sempre tem a razão", e sim de cativar seu cliente, fidelizar seu cliente. Ofereça a excelência no seu produto ou serviço e procure entender que muitas vezes a relação cliente-fornecedor vai além do aspecto puramente comercial, pois envolve parceria e identificação.

6. Se Incomode, não se Acomode 

O primeiro passo para o fracasso é achar que conquistou tudo. Nunca imagine ter alcançado o topo, sempre é possível ir além, melhorar, aprimorar, manter aquele pequeno desconforto de que é possível fazer mais. Se incomode, não se acomode.

7. Você terá inúmeros chefes

Um erro muito comum ao iniciar como empreendedor é o sonho de não ter chefe. Na verdade, se você fizer tudo certo, você não terá apenas um, mas vários. Cada cliente será um chefe, você precisará ser seu próprio chefe, cobrar-se como executivo é importante. Do contrário a acomodação, e, consequentemente a ruína, poderá fazer parte do seu futuro como empreendedor.

8. Dividir para conquistar

O tempo é o maior limitador ao crescimento, não há obstáculo impossível de ser transposto durante o crescimento, exceto o tempo. Por isso multiplicá-lo pode ser a única saída, e a única forma de fazer isso é ter mais pessoas para compartilhar tarefas, responsabilidades e, claro resultados. Além de ir atrás de profissionais qualificados para apoiá-lo e auxiliá-lo no crescimento da companhia, a possibilidade de ter novos sócios não deve ser descartada. Dividir o bolo não deve ser encarado como algo negativo, como uma perda, pois o objetivo é ter um pedaço menor de algo muito maior. Você prefere ter 100% de um bolo que vale R$ 1 milhão ou 10% de um bolo que vale R$ 100 milhões?

9. Pense de forma perene

Pensar de forma perene não significa que a empresa vai existir por toda eternidade, mas visão de longo prazo é extremamente importante para que as decisões não sejam baseadas única e exclusivamente visando resultados imediatos. Avaliar o impacto que as ações presentes terão sobre o futuro da empresa podem fazer a diferença. Inclusive, pode definir se vale a pena continuar o negócio ou não.

10. Muito planejamento

Planejamento não necessariamente é a garantia de sucesso, mas a falta dele é garantia de fracasso. Planeje para estabelecer metas, para saber como motivar seus colaboradores, para definir estratégias. Planejamento tem que ser feito de forma criteriosa e deve ter utilidade, não ser feito apenas porque consta nos manuais de administração.

Gostou desse post? Compartilhe!