CANAL

Leila Navarro

Empreendedora do seu próprio talento. Mais de 20 anos de carreira e integrante do ranking dos 20 maiores Palestrantes do Brasil segundo a Revista Veja.

RH e a UTI – União para Transições Inteligentes. Com os reflexos sociais da pandemia da Covid-19, profissional de Recursos Humanos deveria ser enquadrado na esfera de serviço essencial.

Equivalente a importância do médico nos cuidados com seus pacientes nos hospitais, o RH nas organizações está para gestor de emoções e sentimentos no mundo dos negócios – tarefa tão desafiadora e necessária nas organizações quanto nos cuidados clínicos com um indivíduo. Com as incertezas que cercam o mundo contemporâneo, a ele cabe ter sensibilidade para “socorrer” as pessoas e manter de forma remota, híbrida ou presencial as condições de bem-estar, engajamento e produtividade dos diversos níveis de colaboradores em instituições públicas e privadas. Mais que meros profissionais, os RHs tornaram-se agentes organizacionais cuidando de gente 24 horas por dia com foco na UTI – União para Transições Inteligentes*.

No bug do milênio, a virada de 1999 para o ano 2000, a preocupação das organizações foi se preparar para o imprevisível. Especialistas de diversos segmentos alarmaram especulações, medos e incertezas do que estava por vir. Investimentos e preparações com tecnologia colocaram autoridades do mundo inteiro em prontidão para uma transição que, apesar das previsões pessimistas e revolucionárias, marcou um salto impressionante dos recursos digitais e tecnológicos – o mundo passou para um novo e favorável contexto de conexões globalizadas.

No decorrer do tempo, as preocupações do bug do milênio tornaram-se infundadas e os benefícios trazidos para a humanidade se revelaram extraordinários, porém, não tem satisfeito em tudo porque a “máquina humana” não está integralmente adaptada para acompanhar na mesma velocidade os processos de transformações e mudanças constantes. Nesse cenário, o profissional de RH ocupa o lugar de importante protagonista na cadeia de adaptabilidade, evolução e transformação de uma organização.

Com o presente acelerado para o futuro, o foco da transição para um novo modelo de sociedade deixou de ser tecnológico. Os olhos do mundo estão voltados para questões humanas e como a humanidade deve se preparar para as mudanças contínuas e rápidas. Enquanto a Quarta Revolução trouxe um amplo sistema de tecnologias avançadas que estão mudando as formas de produção e os modelos de negócios no Brasil e no mundo, o movimento da Sociedade 5.0 traz a espécie humana de volta aos holofotes – a retomada do capital humano como principal engrenagem para o desenvolvimento e produtividade de uma sociedade.

Profissionais de RH são essenciais na criação e execução de processos estratégicos para o bem-estar individual e coletivo, como facilitador do capital humano, prioritário nas organizações. Três de junho foi instituído o Dia do RH, parabéns por isso! Mas direcionar as pessoas com o skill definido para atribuições de acordo com suas habilidades, cuidar, treinar, incentivar, dar feedback e roupagem para que cada pessoa aflore na melhor expressão de si mesma em condições adequadas, de acordo com a filosofia e objetivos das organizações em todas as suas vertentes de atuação, tem se tornado cada dia mais necessário o ano inteiro.

Por Leila Navarro, palestrante Internacional com foco em comportamento e motivação, empresária, startuper, mentora e conferencista. Autora de 16 livros. É uma das colunistas do RH Pra Você. O conteúdo dessa coluna representa a opinião do colunista. Foto: Divulgação.


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5


0 Comentários

COLUNISTAS

Renata Meireles

Rotular tudo é cringe?

26/07/2021

Fátima Motta

Perguntar ofende, incomoda ou desperta? – 3ª Parte

27/05/2021

Eduardo Farah

Faz sentido existir tanto sofrimento dentro e fora da empresa? E o que fazer com ele?

21/04/2021

Rosalina Moura

Transformando solidão em conexão – O que os RHs podem fazer?

04/08/2020

Reinaldo Passadori

Espiritualidade na nossa vida e no trabalho

12/05/2020

Fátima Motta

Você é amigo(a) de seus problemas?

07/01/2020
Athomus Tecnologia da Informação