Quais serviços financeiros trazem mais tranquilidade aos colaboradores na pandemia?

Falar dos impactos da pandemia da covid-19 no dia a dia dos profissionais e das empresas não chega a ser um assunto novo. Contudo, é inegável a influência que ela ainda exerce na vida das pessoas e nas estratégias das organizações.

Mesmo encarando essa nova realidade há mais de um ano, a grande maioria ainda sofre para se adaptar aos desafios impostos – principalmente quando o assunto é saúde financeira.

A queda na rentabilidade das companhias a partir da instabilidade econômica provocada pela pandemia desencadeou uma verdadeira bola de neve que comprometeu a renda das pessoas. É preciso, portanto, recorrer a serviços financeiros que possibilitem mais tranquilidade a todos.

Mas quais são eles? Confira cinco exemplos que estão em alta no ambiente corporativo:

1 – Crédito consignado
Por ter um risco baixo de inadimplência, uma vez que o pagamento é debitado diretamente na folha ou no benefício do INSS, o crédito consignado tem taxas bem mais em conta – o que faz essa modalidade ser bastante popular em um cenário de instabilidade econômica. De janeiro de 2020 a janeiro de 2021, o volume de empréstimos subiu 14% no País, de acordo com dados do Banco Central.

Hoje, as empresas podem oferecer essa possibilidade a seus colaboradores, permitindo que eles tenham crédito em até 48 horas, com juros mais baixos e desconto diretamente no contracheque.

2 – Investimentos
Quem consegue guardar uma quantia no fim do mês sabe que só poupar não é suficiente. É preciso investir esse dinheiro em ativos para garantir um retorno a mais sobre a renda. Pesquisa da Associação Nacional das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) mostra que 53% dos brasileiros que conseguiram fazer alguma reserva em 2020 realizaram algum tipo de investimento.

A questão, porém, é descobrir quais são os melhores ativos. A organização pode oferecer a seus profissionais uma equipe de especialistas que orientam essa questão, ampliando as possibilidades.

3 – Previdência corporativa
A maioria da população brasileira (57%) ainda não se prepara com antecedência para a aposentadoria, segundo dados do SPC Brasil. Entretanto, é inegável a necessidade de se preocupar com o futuro. A possibilidade de ter uma velhice tranquila, independentemente das oscilações econômicas, realmente é tentadora.

Nesses casos, a empresa pode contribuir com a previdência do colaborador, adotando um plano corporativo capaz de proporcionar finanças mais saudáveis aos seus profissionais, projetando também o amanhã.

4 – Seguro de vida
A preocupação com o futuro após uma pandemia assustar o mundo inteiro também se reflete na contratação de serviços financeiros que visam proteger os profissionais e suas famílias. Dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep) indicam que a contratação de seguros de vida cresceu 11,3% em 2020, um reflexo do avanço do novo coronavírus.

As organizações também podem atuar nesse sentido, oferecendo essa modalidade a seus profissionais para que eles possam se beneficiar no caso de invalidez permanente ou de doença grave.

5 – Adiantamento de salário
Quem nunca contou os dias para receber o salário e pagar as contas, não é mesmo? O problema é que o dinheiro mal entra na conta e já sai. Trata-se de uma realidade global: pesquisa da CareerBuilder mostra que três em cada quatro profissionais dos Estados Unidos (78%) vivem nessa situação também.

Isso pode ser resolvido com o adiantamento de salário, permitindo que o colaborador recebe parte de seu ordenado antes para ter um fôlego a mais em suas finanças – e sem comprometer o caixa da empresa

A preocupação com a saúde financeira não deve ser encarada como um problema pessoal dos indivíduos. As empresas podem exercer um impacto positivo na vida de seus colaboradores ao proporcionar soluções que melhorem suas finanças, deixando-os tranquilos para exercerem suas tarefas.

A questão é saber o que as organizações estão fazendo para lidar com essa situação. É preciso pensar em alternativas que possam contribuir com a vida financeira de todos – dos profissionais e da própria companhia, de forma indireta.

Serviços financeiros trazem tranquilidade aos colaboradores

 

Por Charys Oliveira, head de Saúde Financeira da Ahfin.