O mercado que mais cresce no mundo

Sem dúvida, o segmento de Tecnologia da Informação é o que mais cresce no mundo. Tanto em demanda e oferta de serviços quanto em contratações. E no Brasil não é diferente.

O mercado de tecnologia brasileiro cresceu 22,9% em 2021. No total, registrou um investimento de R$200,3 bilhões, de acordo com levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Software e do IDC.

Para 2022, a pesquisa estima um crescimento de pelo menos 12% e investimentos que ultrapassam os R$340 bilhões.

Atualmente, o País ocupa a 9ª posição no ranking mundial de TI. E os profissionais da área trabalham para conquistar uma posição ainda melhor nessa lista.

Contratações no Brasil

Os números acima impressionam, mas são apenas a ponta do iceberg. Com a crescente demanda por tecnologia, aumenta também o número de vagas na área.
Um estudo da Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais) apontou a contratação de mais de 147 mil novos profissionais só entre janeiro e agosto do ano passado.

Esse volume representa um aumento de 149% nas contratações em TI em relação ao registrado em 2020. Ou seja, o mercado está de fato em crescimento e necessita colaboradores qualificados para atuarem aqui no país.

No entanto, as empresas ainda enfrentam problemas no momento de contratar profissionais da área. Faltam pessoas capacitadas.

Para se ter uma ideia, o Brasil qualifica, aproximadamente, 46 mil pessoas com perfil tecnológico por ano. Contudo, para preencher as vagas disponíveis, seriam necessários pelo menos 70 mil profissionais.

Quem está prestes a entrar no mercado de trabalho pode apostar nesse segmento. Ou, então, quem deseja mudar de carreira também pode encontrar nesta área uma oportunidade significativa.

Estratégias para reter talentos

Diante desse cenário de escassez, aumenta a competição no mercado por pessoas qualificadas e as empresas investem cada vez mais em diferentes ações para garantir que seus colaboradores estejam satisfeitos com o ambiente de trabalho e não troquem de cadeira a cada semestre.

A Gestão de Pessoas hoje passa por entregar um propósito da empresa alinhado com o de cada profissional, mas também por surpreender a equipe. Fazer com que o colaborador trabalhe com “brilho nos olhos”.

Passaporte carimbado para a Disney

Como então criar esse efeito no seu time? Vejam o exemplo que colocamos em prática na LGTI. Em 2021, a empresa ultrapassou sua meta de faturamento em 25%.

Para valorizar os colaboradores e a conquista conjunta, decidimos presenteá-los com uma viagem para o Walt Disney World e outros parques temáticos na Flórida.

Nossos 60 profissionais devem embarcar em setembro deste ano. A iniciativa não visa apenas garantir que o brilho nos olhos do time permaneça, mas deixar claro que uma importante vitória merece um prêmio da mesma grandeza. Afinal, bater uma meta como essa, ainda mais em meio à pandemia, não foi fácil.

Precisamos e queremos reconhecer o esforço coletivo. E você, como vai surpreender e valorizar o seu colaborador?

Retenção de talentos em TI: desafios e oportunidades
Por Danilo Garcia, CEO da LGTI.