Conheça quatro dicas infalíveis para se tornar multifoco e performar melhor na sua vida profissional e pessoal

Na pandemia, muitas pessoas assumiram diferentes papéis dentro de casa, e é comum alguém fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo para atingir diferentes objetivos. Nesse processo, já nos deparamos com o achismo de que devemos ser multitarefas, mas na verdade, o ideal é sermos multifoco.

Por exemplo, enquanto alguém checa mensagens no celular ao mesmo tempo que está participando de uma reunião, está dividindo o foco de sua atenção. Já uma pessoa multifoco se dedica 100% às atividades diferentes quando as realiza.

Por isso, não podemos confundir. Enquanto realizamos várias tarefas ao mesmo tempo (multitarefa), podemos ter a impressão de estarmos sendo mais produtivos. Geralmente, o resultado disso é uma entrega com menor qualidade e, muitas vezes, leva ao retrabalho.

Já o conceito de multifoco é exponencial, pois uma atividade contribui para a melhoria de outra e, assim sendo, há mais produtividade. Isso significa que as diversas atividades não são mutuamente exclusivas. Elas não só podem, como devem coexistir. A integração entre diferentes disciplinas contribui para a criação de projetos mais bem-sucedidos em todos os aspectos.

Uma pessoa da atualidade que melhor personifica o conceito de multifoco é ninguém mais, ninguém menos que o maior fisiculturista de todos os tempos.

Ou seria um dos atores mais bem pagos de Hollywood?

Ou quem sabe o ex-governador do estado mais populoso do país mais poderoso do mundo?

Bem, todas essas descrições apontam para a mesma pessoa: Arnold Schwarzenegger.

Você pode estar pensando que esse exemplo citado não funciona bem como referência porque é um indivíduo muito acima da média, mas independente disso, é possível desmitificar a noção de que só quem se dedica à uma única atividade consegue sucesso.

Porém, não é preciso ser um ícone mundial para aplicar essa estratégia. Mais do que isso, a ideia aqui é lhe fazer refletir sobre crenças limitadoras e que não lhe permitem desenvolver e potencializar as suas atitudes extraordinárias.

Dicas para se tornar multifoco

1. Esteja 100% presente – quando fazemos um monte de coisas, mas sem estarmos 100% presentes em cada atividade, temos a sensação de estarmos produzindo muito, mas é apenas ilusão. Dedique-se completamente e evite o retrabalho!

2. Comprometa-se! As pessoas com multifoco atingem a maestria em diversas atividades porque se comprometem a terminar o que começaram. Isso significa que muitas vezes precisamos de algum expediente para poder nos manter fiéis aos nossos compromissos de médio e longo prazo;

3. Use melhor o “tempo acumulado” – imagine qualquer atividade automática que você realiza todos os dias: escovar os dentes, tomar banho, tomar café, fazer a barba etc. Em apenas um dia, elas tomam um tempo insignificante, mas, quando acumuladas em dias, semanas e anos… a questão muda de figura. Se economizarmos dois minutos no banho, um minuto no café e assim por diante, no final de um mês teremos algumas horas que podem ser utilizadas de maneira mais efetiva, como por exemplo, na leitura de um livro;

4. Procure atividades verdadeiramente complementares – utilizo aqui um exemplo prático. Se você quer se tornar um campeão de artes marciais, deveria se focar somente na luta, correto?

Não!

Rickson Gracie, considerado um dos maiores lutadores de Brazilian Jiu-Jitsu de todos os tempos, se dedicava ao surf, o que ajudava no equilíbrio e resistência, e praticava ioga, o que apoiava nas capacidades de respiração e concentração. Todas essas atividades somadas o tornaram um atleta mais completo.

Agora você já sabe a diferença entre multifoco x multitarefa. Então, está preparado para potencializar suas atitudes e transformar a sua vida?

Quatro dicas infalíveis para se tornar multifoco

Por Renato Grinberg, diretor geral da TGR Ventures, e sócio fundador do INXCL Group. Possui mais de 25 anos de experiência empresarial, com atuação em grandes corporações nos EUA (Sony e Warner Bros) além de ter liderado, no Brasil, empresas do grupo Santander e da Time Warner. Na área de execução estratégica, foi responsável pela operação da consultoria global BTS na América Latina, com projetos para várias empresas da Fortune 500 e governos, como o de Abu Dhabi. É autor de best-sellers como A estratégia do olho de tigre. Seu livro mais recente, Atitudes Extraordinárias, estreou em julho desse ano, como o livro mais vendido do país na categoria de negócios (ranking Publishnews). É formado em composição e regência pela FAAM, possui MBA em Marketing e Finanças pela University of Southern California e cursou Melhores Práticas em Liderança na Harvard Business School.