A discussão para implementar iniciativas de equidade de gênero nas empresas tem feito parte da agenda de diretores de RH, o que não é diferente na Novartis: estamos nos esforçando para construir um local de trabalho inclusivo e equitativo que capacite todos os nossos associados a atingir seu potencial máximo. Há inúmeras iniciativas no grupo, mas destaco aqui coalizões, que somos signatários, além de algumas iniciativas institucionalizadas em 2020.

As duas primeiras são compromissos internacionais para a equidade salarial e de gestão entre homens e mulheres. Em setembro de 2018, a companhia se comprometeu publicamente a alcançar o equilíbrio de gênero na gestão até 2023 e a garantir a equidade salarial e a transparência em todo o mundo – ao assinar o EqualPay International Coalition – e o combate à discriminação contra pessoas LGBTQIA+ da ONU – aliás, a Novartis foi a primeira farmacêutica a assinar este acordo também em 2018.

Recentemente, anunciamos uma nova política global de Licença Parental, que garante um mínimo de 14 semanas de licença para os pais da Novartis em todo o mundo, para ajudar as pessoas a apoiar o bem-estar de suas famílias após o nascimento ou adoção.

Lançada pelo nosso CEO global, Vas Narasimhan, foi um marco na empresa, pois foi implementado em todos os países onde a Novartis atua e retroativo a fevereiro de 2019. Além do período maior, o colaborador pode dividir a licença em dois períodos e agendá-la para conciliar com o fim da licença da(o) companheira(o).

Por aqui, a licença foi bem recebida, principalmente, quando nossos líderes usufruíram do benefício, como foi o caso do ex-diretor de Farma, Mohamed Metwally, responsável por gerir a maior unidade de negócio da empresa.

Ele foi um dos primeiros a usar o período e exemplo de quão seguro foi estar fora da organização para cuidar da família e voltar ao posto sem a sombra da substituição ou troca de cargo.

Continuamos a progredir continuamente em direção à representação equilibrada de gênero. Cada divisão tem metas ambiciosas de representação de gênero em posições de liderança e medem o progresso ao longo do ano.

Nosso compromisso com listas de candidatos equilibradas (mínimo de duas mulheres) e painéis de entrevista está causando um impacto direto no equilíbrio esperado.

No ano passado, lançamos um Programa de Patrocínio Executivo para líderes femininas em cinco divisões para apoiá-las em suas aspirações de carreira e, por fim, superar os tetos de vidro restantes. Avaliaremos o programa este ano e procuraremos expandi-lo no futuro.

Nesse interim, estamos expandindo significativamente as oportunidades de trabalho flexível, capacitando nossos associados com mais opções para criar o maior impacto em suas funções.

Por causa do COVID, todos tiveram a experiência de trabalhar com flexibilidade e em casa, e foram capazes de perceber quão eficientes e eficazes eles poderiam ser, possivelmente quebrando velhas crenças.

Com este tipo de benefício, que chamamos internamente de Choice with Responsability (traduzindo Escolha com Responsabilidade), mostramos que é possível implementar um elemento tão importante para contribuir para a mudança cultural em uma organização tão complexa quanto uma empresa farmacêutica, sempre mantendo nosso empenho na evolução das iniciativas e nosso olhar direcionado para o bem-estar de todas as nossas pessoas.

Por isso, temos a missão de reimaginar a medicina e acreditamos que a cultura organizacional é a chave para caminharmos nesta direção, movidos por nossas pessoas – nós vivemos a Diversidade e Inclusão na empresa, pois acreditamos que, com ela, é possível gerar novas ideias, impulsionar a inovação, entender as necessidades de nossos stakeholders e nos aproximar dos pacientes.

Nos últimos anos, o grupo está em uma jornada de transformação cultural contínua, quebrando estigmas e caminhando na direção de uma organização ainda mais diversa e inclusiva, tendo como prioridade a inclusão racial, a discussão sobre a interseccionalidade e um ambiente psicologicamente seguro para todos.

Nossa ambição é ter conosco os melhores talentos do mercado, e sabemos que para isso, precisamos ir muito além do tradicional.

Por isso, promovemos iniciativas que estimulam cada colaborador a refletir sobre o que o torna único neste ambiente de trabalho diferenciado, garantindo que todos se sintam ouvidos, respeitados, valorizados e seguros para serem quem são.

Por uma transformação cultural segura e inclusiva

 

Por Nicolas Franco, líder de Pessoas & Organização da Novartis Brasil.