Trabalho híbrido? Os desafios de adaptação para estagiários que só conheceram o home office

Após mais de dois anos em regime de home office, muitas empresas começaram a transição para um modelo de trabalho híbrido – mesclando o expediente presencial com o remoto.

E já há alguns meses muito tem se falado sobre o tema, e ainda mais sobre flexibilidade e integração como estratégias para reter os talentos.

Aqui na Ingredion esse formato flexível acontece desde o início desse ano e já conquistou o coração dos funcionários da empresa, pincipalmente dos estagiários. Mas, com ele chegaram alguns desafios, por exemplo, a adaptação dos funcionários a um novo estilo e, em especial, para gerações que nunca trabalharam 100% no modelo presencial, ou seja, os nativos digitais.


Baixe gratuitamente o Infográfico “Ações de Employer Branding: práticas para a construção de uma marca empregadora forte” produzido pela Cia de Talentos e Pulses com apoio do Grupo TopRH. Clique AQUI.


Só para contextualizar, para chegar nesse formato híbrido, a companhia realizou uma pesquisa interna entre os colaboradores das áreas administrativas no Brasil, Peru e Colômbia, e o levantamento mostrou que 95% deles aprovam o formato e que 87% acreditam que o seu trabalho será avaliado da mesma maneira, presencial ou à distância – o que demonstra confiança nos processos implementados pela empresa.

Por isso, desenvolvemos estratégias diferenciadas para dar todo o suporte necessário a esses jovens profissionais neste novo momento. Afinal, a companhia identificou que por terem entrado em uma realidade totalmente híbrida, muitos não se sentiam conectados uns aos outros e nem com áreas diferentes das suas.

E um dos desafios seria como levar a essência da empresa, nossa cultura e valores, para aqueles perfis nativos digitais que nunca tinham vivenciado o trabalho presencial. Afinal, era importante que eles se sentissem acolhidos, integrados e alinhados ao propósito da companhia.

Sendo assim, a estratégia da empresa incluiu a criação de canais de comunicação exclusivos entre os jovens talentos, como um hub de conteúdo colaborativo e um chat para favorecer a interação entre os profissionais.

No espaço online, possibilidades de pedir e oferecer ajuda sobre diversos temas do dia a dia, além de ampliar rede de contatos dentro e fora da empresa e combinarem encontros presenciais no escritório.

Ou seja, a flexibilidade e foco na integração foram estratégias adotadas pela Ingredion para garantir a imersão dos colaboradores na cultura da empresa.

Sabemos que essa é a primeira geração de profissionais nativos no modelo híbrido e temos muito a aprender com eles quando pensamos em comunicação assíncrona, flexibilidade e preocupação com saúde mental, por exemplo.

Porém, é preciso olhar com atenção para a experiência que eles estão vivendo para não deixar de lado a parte social da conexão e a colaboração, afinal o estágio não é apenas sobre aprender a técnica, mas também a parte comportamental do trabalho.

Já sabemos que o modelo híbrido é o queridinho de muitos colaboradores e percebemos que no pós-pandemia, adaptabilidade e agilidade são cruciais para líderes. Nosso objetivo é proporcionar aos funcionários um espaço onde queiram estar, que potencializa a criatividade e a conexão.

Pessoas interessantes deixarão de trabalhar onde não há flexibilidade.

A Ingredion orienta a ida de seus colaboradores ao escritório quatro vezes ao mês, apostando na parceria com a liderança para recriar as rotinas presenciais. No escritório central da empresa existem espaços para convívio, ambientes para cafés, sofás para pequenos grupos.

Quando damos confiança e autonomia para os times, eles nos devolvem com responsabilidade e produtividade.

O grande desafio desta nova fase da pandemia é ressignificar o papel do escritório no dia a dia, estimulando ambientes colaborativos, seja de maneira online ou presencial, mas garantindo que as entregas aconteçam com a mesma excelência.

Os desafios de adaptação para estagiários que só conheceram o home office

 

Por Viviane Gaspari, VP de Recursos Humanos América do Norte e América do Sul da Ingredion, empresa líder mundial em de soluções para ingredientes.

 

 

Ouça também o PodCast RHPraVocê, episódio 85, “Presencial, Remoto ou Híbrido: como definir o modelo de trabalho da empresa?” com Lucia Santos, diretora de RH da Adecco. Clique no app abaixo:

Não se esqueça de seguir nosso podcast e interagir em nossas redes sociais:

Facebook
Instagram
LinkedIn
YouTube

 

Capa: Deposithphotos