O mundo está mudando, e eu com isso?

Bem, antes do artigo uma nota pessoal, me sinto como há uns poucos e bons anos sentado no banco do clube perto de casa esperando para encontrar com a primeira namorada… kkkkkkkk.

Sei que parece engraçado, é que estamos falando do meu primeiro artigo colaborativo e estou feliz por esta oportunidade, meu muito obrigado aos amigos da Colab pelo convite, espero contribuir com seu desenvolvimento e reflexão…bora lá!

Inicio nossa conversa com esta provocação e quase verdade universal, sim o mundo está mudando e isso todos nós sabemos, e claro rápido demais! Ahhhhhhhhh…que novidade!

Gostaria de refletir com vocês em alguns aspectos diferentes e interessantes desta provocação que ainda não temos todas as respostas, vejam é certo que tudo a nossa volta está sendo transformado em uma velocidade avassaladora, inclusive eu muitas vezes nem sei como tudo aconteceu a minha volta, pois bem como proceder e aí vem a pergunta:

E eu com isso?

A MUDANÇA ESTÁ EM NOSSA VOLTA, QUER VOCÊ QUEIRA OU NÃO!

Todos nós temos acompanhado a evolução da tecnologia a nossa volta e como isso tudo tem influenciado a forma como consumimos conteúdos, lives, vídeos, podcasts e assim vai, quantos de nós já fizemos nossas primeiras compras on-line, com infinitas ofertas e descontos, novos modelos de golpes surgiram atraindo pessoas para ofertas “milagrosas” de desconto…sim tudo isso acelerou demais! Para o bem e para o mal!

A Singularity compartilhou em um artigo (antes da pandemia) que do ponto de vista dos avanços tecnológicos iríamos evoluir em 20 anos o que levamos anteriormente 100 para fazê-lo…ufa…sim, muita coisa! Muitas transformações e você com isso?

Um pesquisador da USP comentou que aceleramos o processo de apropriação das tecnologias na educação do Brasil, motivados pela pandemia fizemos em 3 meses o que deveria levar aproximadamente 10 anos! Professores que até então eram experts no “cuspe e giz” precisaram aprender a usar a internet, computador e prender a atenção dos alunos que insistem em manter suas câmeras fechadas…e aí? Como se manter competitivo neste cenário?

Ou seja, você está sendo influenciado o tempo todo pela mudança, quer queira o ou não!

COMO MUDAR PARA NÃO SER MUDADO!

A frase é do pensador norte-americano Alvin Toffler (1928-2016): “O analfabeto do século 21 não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”.

Todos nós precisamos ter o pensamento empreendedor, desta forma nos desafiar, sempre pensar: bora aprender, bora mudar, bora tentar, bora errar e aprender novamente! O medo de errar pode ser a maior barreira para mudar, e hoje precisamos mais do que nunca da capacidade de desaprender, tentar algo novo e diferente do que fazíamos, comece lendo livros de temas que você não domina, tente escovar os dentes com a outra mão, muda o pulso do relógio, comece o seu trajeto fazendo algum caminho sem o Waze… sei lá, mas não vale ficar no mesmo lugar!

Há 5 anos e 30 quilos a mais neste corpinho que Deus me deu, eu estava bem sedentário e com vários problemas de saúde, mudar era preciso pois meu coração já dava sinais de fraqueza, meus joelhos não me deixavam subir escadas e minhas filhas diziam que seriam gordinhas como o pai (e tudo bem se forem, mas não se isso colocar em risco nossa saúde…aí é preciso refletir né!), então mudei…comecei acordando mais cedo, indo para a academia, buscando ajuda profissional para minha alimentação e saúde, e claro que foi difícil no começo, as dores, preguiça, vontade de dormir e de desistir…mas mudar era preciso!

Hoje acordo com disposição e se não treino cedinho fico beeeem chato, o corpo e a mente pedem! Precisava mudar, pois se não o fizesse o sobrepeso estaria tomando as decisões por mim e isso eu não poderia admitir!

Fazendo uma analogia com nossas carreiras e tudo que está mudando a nossa volta, ou você decide desaprender, aprender e inovar, ou alguém tomará essas decisões por você! E no final pode ser que você não concorde com as decisões tomadas a teu respeito…logo:

BORA APRENDER POVO!

Aqui na Stellantis Training (Universidade de Treinamento para rede de concessionárias) temos um lema: Já nos conformamos que somos inconformados! E na prática nos perguntamos todos os dias, o que faremos para aprender algo novo pois o mundo está mudando a nossa volta, então vamos ser nós os seus agentes de mudança!

Como digo…sigamos aprendendo sempre!

Grande abraço e até a próxima!

 

O mundo está mudando e eu com isso?

 

Por Rogério Machado, Head de Cultura Customer Driven e treinamento América do Sul na Stellantis Latam. É administrador com pós-graduação em comunicação organizacional pela FMU. Iniciou sua carreira no segmento automotivo há mais de 28 anos atuando na área de engenharia, suporte técnico, garantia, treinamento e experiência do cliente. Foi eleito personalidade do ano em RH pela ABTD-PR e atua também como professor convidado na Faculdade Senac no tema Inovação e Tecnologia na Educação Corporativa.