CANAL

RH Pra Você

Informação, interações, diversidade. Isso nos inspira. O conhecimento e a troca de vivências entre empresas e profissionais movem o RH.

A flexibilização dos benefícios é um dos assuntos em alta no mercado. Há tempos já são discutidas formas de potencializar o processo de atração e retenção de talentos nas organizações e os benefícios sempre se apresentaram como uma estratégia eficaz.

Com a chegada da pandemia, as empresas precisaram inovar em sua oferta. O tradicional, como um vale refeição, pode não necessariamente ser a melhor opção para colaboradores em home office. Do mesmo modo, convênios médicos agora dividem sua atenção com programas e iniciativas de saúde mental, afinal o panorama trazido pela Covid-19 aumentou os índices de tristeza, depressão e ansiedade por parte dos colaboradores.

O fato é que com ou sem o novo coronavírus, se há algo que nunca faltou para algumas organizações na hora de montar o seu pacote de benefícios é a criatividade. Por isso montamos uma lista com os sete benefícios mais inusitados do universo corporativo. E nós queremos saber de você, nos comentários, quais você gostaria de ter e quais talvez seja melhor deixar para lá. Confira:

1 – Vale-Fraldas

Que o Google não deixa a desejar na oferta de benefícios, nós já sabemos. A empresa conta com salão de jogos, pet day e até mesmo incentivos para que os funcionários invistam em projetos pessoais. Mas você sabia que eles também ajudam a equipe de trabalho a garantir as fraldas das crianças?

Nos Estados Unidos, para alegria das mamães, a organização oferece 18 semanas de licença-maternidade, período três vezes maior ao mínimo exigido por lei no país. E para felicidade delas e dos papais, a gigante da tecnologia oferece ajuda de custo para a compra de fraldas e outras necessidades básicas das crianças.

2 – Congelamento de óvulos

Algumas empresas como o Mercado Livre e os laboratórios Ferring oferecem o benefício aos seus empregados.Segundo Sérgio Teixeira, Diretor Médico da Ferring, companhia que encabeça o programa Gravidez na Minha Horaao realizar o procedimento o mais precocemente possível, a chance de gravidez é maior, após os 35, por exemplo, a quantidade e qualidade dos óvulos tendem a sofrer uma queda. Desta forma, com um planejamento prévio, a mulher consegue se planejar melhor e iniciar o processo de tentar engravidar no momento mais adequado”.

No Mercado Livre, mulheres a partir dos 33 anos e com pelo menos um ano de empresa, caso optem pelo tratamento, podem ter até 70% dele custeado pela organização. Porém, a medida divide opiniões. Alguns especialistas alegam que o benefício pode auxiliar as mulheres a se concentrarem mais na sua carreira, enquanto outros acreditam que as empresas podem interferir direta e negativamente na escolha das profissionais em relação à maternidade.

3 – Clube para funcionários

Ok, talvez este benefício em específico possa ter empolgado um pouco o redator. Para incentivar que os colaboradores sejam ativos não só profissionalmente, mas fora do ambiente de trabalho, a Ericsson conta com um clube para os colaboradores e sua família em sua filial de São Paulo. 

Por menos de 1% do salário, os empregados têm acesso a saunas, piscinas, quadras esportivas, espaço de beleza, salão de festas, etc. Nada mal, hein?

4 – Aniversário dos filhos é feriado

Quem nunca sonhou em folgar no dia do aniversário? Pois bem, na biofarmacêutica Takeda, até mesmo o dia de comemorar a chegada dos filhos ao mundo é garantia de uma folga. 

Na empresa certificada como Top Employer Brasil em 2020, colaboradores com filhos – ou enteados – de até 12 anos ganham um day off para passar a data especial ao lado dos pequenos.

5 – Berçário Corporativo

Como você pode notar pela lista, as crianças têm uma atenção bastante especial por parte das companhias. 

Não é nada incomum organizações oferecerem o conhecido auxílio-creche, porém algumas foram além e construíram um espaço interno para que os funcionários não fiquem longe de seus pimpolhos. Embraco e Unilever são somente alguns exemplos de empresas que contam com berçário dentro do próprio prédio. A ideia é que os pais possam passar mais tempo com seus filhos mesmo após o término das licenças.

6 – Auxílio com mobília

Uma vez que o home office ganhou força por conta da pandemia e o modelo híbrido de trabalho deve ser mantido mesmo após a Covid-19 começar a ser controlada, é importante que as empresas se atentem às condições de trabalho a distância de seus profissionais. Um exemplo é o vale-internet, que para muitos não é benefício, mas obrigação dos gestores.

Porém e felizmente, diante do “novo normal”, assim como as condições materiais de trabalho são uma preocupação, as de saúde também são levadas em consideração. Não à toa, cada vez mais negócios estão enviando a seus empregados cadeiras ergonômicas, suportes de tela e até mesmo mobília de apoio para a colocação dos notebooks ou desktops.

7 – Seguro de vida para pets

A saúde dos bichinhos é levada muito a sério em algumas empresas ao redor do mundo. Diversas companhias são adeptas do pet friendly, enquanto outras, como o LinkedIn, reembolsam os colaboradores que gastam com babás para seus animais. 

Porém, a preocupação com os bichos vai ainda além! Nos EUA a Microsoft e o Yahoo já trabalham com seguro de vida para os xodós de quatro patas (vamos trabalhar com um número de patas porque não sei dizer se cobras e peixes estão no pacote) de sua equipe de trabalho. 

Bônus – Semana com 4 dias de trabalho

De acordo com a Forbes 2021, Tadashi Yanai é o homem mais rico do Japão. A fortuna do fundador e presidente da Fast Retailing é estimada em U$S 44,1 bilhões. A multinacional varejista do 31º homem mais rico do planeta tem como sua principal empresa a Uniqlo, que em 2015 trocou a jornada de trabalho de 8 horas divididas em cinco dias de trabalho semanais por 10 horas diárias, quatro vezes por semana. Ou seja, três dias de folga. 

Com a chegada da pandemia, algumas multinacionais ao redor do globo, como a Unilever, adotaram a medida para suas sedes (ainda não no Brasil). O intuito é aliviar a pressão e a exaustão que o trabalho em meio ao delicado cenário pandêmico proporciona aos colaboradores. Embora não seja necessariamente um benefício, três dias de folga por semana podem chamar a atenção, embora haja vantagens e desvantagens.

Por Bruno Piai


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

1 Comentário
Athomus Tecnologia da Informação