CANAL

Colab

Espaço de conteúdo colaborativo: feito por quem deseja contribuir com o RH. O texto não reflete, necessariamente, a opinião do RH Pra Você.

Superação e Determinação: o que aprendi com uma história de superação, o documentário ‘Pódio para Todos’

Recentemente, assisti o documentário chamado “Pódio para Todos”, produzido pela Netflix. A história apresenta os relatos dos principais atletas paraolímpicos ao participarem dos Jogos Olímpicos realizados em Pequim, em 2008, além das expectativas sobre as futuras participações em Olimpíadas e outras competições, dentre elas, no Rio de Janeiro, em 2016. Mas é um outro ponto que recebe destaque durante o documentário: as pessoas com algum tipo de deficiência física ao redor do mundo.

Basta uma simples pesquisa na internet para encontrar reportagens e artigos que mostram como qualquer pessoa portadora de deficiência física no Brasil, e até mesmo no mundo, está sujeita ao preconceito. E acredito que é justamente o inverso que o documentário deseja mostrar, ou seja, que todas as pessoas merecem uma oportunidade de poder mostrar o seu melhor, tendo ou não qualquer tipo de limitação física.

E, na minha opinião, no mundo corporativo precisa ser o mesmo. Independente dos desafios que o mercado nos coloca, é preciso compreender que é primordial passar por todos esses obstáculos para nos tornarmos melhores, seja no aspecto pessoal quanto profissional. Se você não arriscar, nunca vai chegar nos objetivos que almeja.

Por isso, acredito que, assim como o documentário nos mostra, é preciso ir lá e fazer. O sucesso nasce do risco, do querer, da determinação e da persistência. Nada vem fácil. Se você está em um trabalho que te faz crescer, sempre vão existir coisas difíceis. O que define o sucesso é a sua determinação. Um grande exemplo disso é a atleta de esgrima Beatrice Vio, mostrada no documentário, ao relatar sobre os desafios de superar os limites e preconceitos por ser uma esportista cadeirante e, ao final, ser medalhista de ouro nos Jogos Paraolímpicos Rio 2016.

Saiba que onde tiver mais dificuldade para mudar, será exatamente onde você precisa investir mais sua dedicação e determinação. Os atletas apresentados no documentário são o exemplo disso, pois ainda que tenham suas limitações físicas, o esporte os ensinou a encontrar a determinação e a superação, quando muitas vezes, eles se viam sem um rumo na vida. Vencer e superar os limites só é possível para quem está disposto a aprender e arriscar ser cada vez melhor e chegar em sua melhor versão.

Para vencer e evoluir é absolutamente necessário que você assuma a responsabilidade pela sua vida. E acredito que isso pode ser visto de forma muito clara quando os atletas se superam a cada novo desafio, a cada prova disputada. E tudo isso só pode ser alcançado, certamente, com uma rotina regrada de treinos e preparações adequadas.

Ainda no âmbito esportivo, um outro ponto que gostaria de destacar é: como a atividade física pode influenciar positiva e diretamente na atuação de grandes CEOs, por exemplo. Algumas reportagens na internet nos permitem identificar isso: o CEO da GoPro, Nick Woodman, gosta de praticar surf; Sergey Brin, co-fundador do Google, pratica esportes que proporcionam altos índices de adrenalina. Isso mostra que são pessoas que buscam alcançar meios de auxiliá-los, principalmente, com a rotina insana que acabam vivendo, já que o esporte se torna capaz de preparar todas as pessoas para superar seus maiores desafios.

Conversando com diversas pessoas ao meu redor, tive relatos de que esportes como corrida, ciclismo, natação e meditação possibilitam a organização mental das ideias e sentimentos, que muitas vezes não estavam tão claras assim.

Seguindo essa ideia, um dos mais renomados consultores e autor de livros sobre o tema da execução de estratégias bem-sucedidas nas empresas, Ram Charan, disse uma frase que acredito muito: “Pode ser difícil, mas é na execução que se faz a diferença”. É necessário ter essa paixão, perseverança e propósito em tudo que fazemos, assim como os atletas fazem.

Acredito que o “novo” profissional de marketing também precisa ser assim. Precisamos viver a vida como uma maratona, todos os dias. Ter resistência, agarrar o futuro, dia após dia, não apenas durante uma semana, não apenas durante um mês, mas durante anos, e trabalhar bastante para tornar real esse futuro. É viver a vida como uma maratona, não uma simples corrida. Essa missão é pessoal e está em mim.

Não espere que as empresas e as escolas desenvolvam esse novo profissional. Essa missão é pessoal e está em cada um de nós. É muito importante que estejamos (sempre) em busca da superação na nossa vida – ela pode nos fazer chegar em níveis de vida que jamais imaginamos ser capazes.

O que aprendi em uma história de superação
Por Marcelo Trevisani, Chief Marketing Officer da IBM Brasil e palestrante em eventos relacionados à Nova Economia, Transformação Digital, Marketing Digital e Growth Hacking em locais como ESPM, Endeavor, CUBO Itaú, SEBRAE, Digitalks, Casa Digital, ProXXima, Social Media Week, In Companies entre outros.


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil pra você?
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

0 Comentários
Athomus Tecnologia da Informação